Arte

Da rejeição da Globo ao remake: 10 curiosidades sobre a versão original de ‘Pantanal’

16 • 05 • 2022 às 16:43
Atualizada em 18 • 05 • 2022 às 09:14
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

O remake da novela Pantanal está sendo um sucesso de público e de crítica. A reimaginação do folhetim que dominou a audiência brasileira nos anos 1990 tem sido elogiada.

Mas e se aproveitássemos o hit da trama para relembrar algumas curiosidades sobre a obra original? Listamos 10 curiosidades sobre ‘Pantanal‘ original, exibida pela Rede Manchete.

Atores na gravação da versão original de ‘Pantanal’

1. A Globo rejeitou ‘Pantanal’

A ideia de ‘Pantanal’ surgiu em 1983, quando o autor Benedito Ruy Barbosa passou alguns dias na casa do cantor (e hoje deputado federal) Sérgio Reis. Benedito ficou inspirado por aquele ambiente único e decidiu que ele poderia ser o cenário para uma novela sobre o Brasil verdadeiro.

Ele já havia escrito diversas obras para a televisão. Desde os anos 1960, seu nome era comum na assinatura das tramas, tendo trabalhado para a TV Tupi, Excelsior, Record, Bandeirantes e a própria Globo. Ruy Barbosa tentou por diversas vezes fazer com que o enredo pantaneiro fosse escolhido pela emissora carioca para sua grade.

Manchete foi pioneira ao escolher ‘Pantanal’; emissora teve recordes de audiência com a trama

Entretanto, a Globo se demonstrou reticente com o projeto: Benedito exigia que a novela fosse gravada no Pantanal, e os altos custos de produção e os riscos envolvidos fizeram com que o projeto fosse deixado de lado pelos Marinho.

“Benedito Ruy Barbosa ofereceu repetidamente a novela a diversos escalões da diretoria da Globo, que sempre a recusaram como se fosse um projeto mirabolante de um autor excêntrico. Agora, os responsáveis pela recusa de Pantanal, ao lado dos caça-talentos da emissora, encarregados da renovação do quadro de atores, estão justamente entre os funcionários a quem a Globo atribui um quinhão alentado de responsabilidade pela derrota diante da Manchete no horário das nove e meia”, explicou uma reportagem da ‘Veja’ nos anos 1990.

A novela foi encabeçada pela Manchete, emissora extinta, que também produziu títulos como ‘A História de Ana Raio e Zé Trovão’ e ‘Xica da Silva’.

2. Os textos de ‘Pantanal’ eram entregues por avião

Benedito exigia que a novela fosse gravada no Pantanal e o trânsito de produção do Rio de Janeiro para o Mato Grosso do Sul era bem complicado.

Como a novela começou a rodar e sofreu alterações ao longo do meio da produção, os novos roteiros eram enviados por avião para os atores.

3. A comunicação entre o set era feita por rádio

A logística complexa também envolvia problemas de comunicação. Sem telefones celulares e em um Brasil com uma telefonia fixa antiquada, a forma mais fácil para a equipe se comunicar entre gravações ou em viagens dentro do Pantanal era o rádio transmissor.

Juma Marruá é uma das figuras mais icônicas da televisão brasileira

“O que pesava era a saudade da minha filha. Tem até uma história engraçada, porque como nos comunicávamos por rádio transmissor, muitas pessoas podiam ouvir o nosso papo. Mas, às vezes, eu esquecia disso e acabavam saindo notas na imprensa destes papos”, conta Cristiana Oliveira, a Juma Marruá original.

4. Uma mulher nua na abertura

À época, a Globo foi criticada por não escolher a novela para sua programação, tendo em vista seu enorme sucesso. Roberto Marinho, presidente da Globo no período, denunciou duramente a trama, afirmando que era uma “exploração do sexo” na televisão.

‘Pantanal’ contava com um grande recurso de computação gráfica já em sua vinheta: a modelo Nani Venâncio foi gravada nadando nua e, através do CGI, foi transformada em uma onça. Relembre a abertura icônica:

5. A trilha sonora lendária

A trilha sonora de Pantanal acabou fazendo um grande sucesso. Ela foi composta por Marcos Viana, violinista da Orquestra Sinfônica de Belo Horizonte que se inspirava no New Age de Vangelis e Philip Glass, além do rock progressivo. O compositor, que trabalhou por anos com a turma do Clube da Esquina, acabou criando uma lendária ambientação para o projeto. A trilha sonora foi re-editada em disco três vezes.

Posteriormente, Viana assinaria as trilhas de obras como ‘Ana Raio e Zé Trovão’, ‘Xica da Silva’, ‘Terra Nostra’, ‘Flor do Caribe’, ‘O Clone’,  ‘Chiquinha Gonzaga’, ‘Aquarela do Brasil’ e ‘A Casa das Sete Mulheres’.

6. A estreia de Leandra Leal

Leandra Leal em gravações de ‘Pantanal’

A novela foi a estreia de Leandra Leal na televisão. A atriz fez pontas na trama. Sua mãe, Angela Leal, interpretava ‘Maria Bruaca’ em ‘Pantanal’.

“Eu lembro de Pantanal. Hoje, é cada vez mais raro gravarmos em locação. Quando veio a viagem para o Amazonas para Aruanas, quis que a Julia, minha filha, fosse junto”, relembrou no Instagram.

7. Pantanal ou Amor Pantaneiro?

O nome original da novela era ‘Amor Pantaneiro’, mas acabou sendo mudado para ‘Pantanal’ após decisões da própria produção.

8. Pai e filho em remake

Na versão dos anos 1990, Almir Sater interpretou Trindade em ‘Pantanal’. O cantor e compositor foi selecionado após ser indicado pelo próprio Sérgio Reis para ingressar na trama. Depois, ele estrelou ‘A História de Ana Raio e Zé Trovão’, da mesma emissora.

32 anos depois, Sater participou do remake da Globo. Agora, Trindade segue com o filho de Almir, Gabriel Sater. Eles contracenaram juntos na novela.

9. Na mesma fazenda

Fazenda onde a novela original foi gravada foi utilizada pela Globo

A principal locação de ‘Pantanal’ original foi a Fazenda Rio Negro, propriedade da Família Rondon. 32 anos depois, a propriedade – que hoje não é mais da mesma família – foi escolhida pela ‘Globo’ como palco das gravações da trama, que deve acabar entre agosto e setembro de 2022.

10. Pantanal no Rio de Janeiro

Voltando à Globo: quando foi proposta, ‘Pantanal’ foi primeiramente rejeitada pela Globo. Depois de muita insistência, Benedito conseguiu que os executivos da Globo fizessem um estudo de caso sobre a viabilidade da produção e eles sugeriram que a novela fosse gravada no interior do Rio de Janeiro. Sério.

Publicidade

Fotos: Reprodução/TV Manchete e Instagram


Canais Especiais Hypeness