Inovação

Desejo por flexibilidade no trabalho e tempo para vida íntima aumenta com pandemia

Vitor Paiva - 05/05/2022 às 10:08 | Atualizada em 06/05/2022 às 09:57

Se as necessidades impostas pela pandemia exigiram que empresas flexibilizassem as formas e funcionamentos dos trabalhos nos últimos anos, tais mudanças aparentemente vieram pra ficar: é essa a conclusão de uma pesquisa realizada pela rede social profissional Linkedin, revelando que 78% dos profissionais hoje desejam ou precisam de maior flexibilidade em seus trabalhos.

A falta de políticas flexíveis fez com que 30% dos entrevistados deixassem seus empregos no último ano, enquanto 40% já consideraram tal possibilidade. De acordo com a pesquisa, o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal é o principal motivo para que busquem hoje vagas flexíveis, apresentado por 49% das pessoas entrevistadas.

Equilibrar a vida pessoal e profissional é o principal motivo da busca por flexibilidade

Equilibrar a vida pessoal e profissional é o principal motivo da busca por flexibilidade

-Home office fez salário render mais e produtividade aumentar, diz pesquisa

Uma maior produtividade foi apresentada como motivo por 43% das pessoas para a busca por flexibilidade, seguido de melhora na saúde mental, por 40%, prosperidade por 33%, desenvolvimento rápido de carreira para 28% e entendimento da confiança que a empresa coloca no trabalho sendo feito por 25%.

O retorno ao funcionamento normal do trabalho causa preocupação quanto a capacidade de se ajustar ou adaptar em 32% dos entrevistados, bem como fazer entrevistas de emprego novamente para 31%, enquanto 27% temem até mesmo ter esquecido como fazer seus trabalhos. Entre as mulheres entrevistadas, 28% afirmaram ansiedade sobre deixarem seus filhos em casa, preocupação dividida com 14% dos homens que participaram da pesquisa.

Aumentar a produtividade é um dos motivadores da flexibilização, segundo a pesquisa

Aumentar a produtividade é um dos motivadores da flexibilização, segundo a pesquisa

-Brasileiro que trabalha na mesma empresa há 84 anos entra para o livro dos recordes

Flexibilidade na relação com o trabalho 

A flexibilidade sugerida pela pesquisa diz respeito não somente ao período de jornada de trabalho, mas também sobre a possibilidade de interrupções ao longo de trajetórias profissionais: 79% dos participantes afirmaram reconhecer a importância de uma pausa em suas carreiras, até mesmo para rever o sentido de seus próprios trabalhos.

Para 44% dos entrevistados, a realização de uma viagem é motivo para uma pausa, enquanto 34% desejam aproveitar uma interrupção para se requalificar para um novo trabalho, 34% também para descansar, 33% para iniciar um negócio próprio, e 22% para cuidar dos filhos ou da família. 67% dos respondentes afirmaram a pausa como importante, mas 44% consideram que uma interrupção pode tornar um currículo menos atraente para gerentes e recrutadores.

O aumento do home office é outro exemplo de flexibilidade bem-sucedida a partir da pandemia

O aumento do home office é outro exemplo de flexibilidade bem-sucedida a partir da pandemia

-56% dos proprietários de pequenas empresas acha que o trabalho remoto os tornou melhores líderes

“Na maioria das vezes, as carreiras não são lineares e acabam sendo impactadas por uma série de fatores externos, o que se comprovou ainda mais com a pandemia. Precisamos normalizar estes momentos para que os profissionais se sintam mais confortáveis em fazer escolhas sem ter medo de como as empresas possam reagir na hora da contratação”, afirmou Ana Claudia Plihal, executiva de soluções de talentos do LinkedIn.

“Pausas são mais comuns do que se imagina e podem, inclusive, trazer uma série de competências e vivências que vão ajudar na vida profissional. Não é somente a experiência corporativa que deveria contar nestas situações”, afirmou.

Publicidade

© fotos: Getty Images


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness