Criatividade

Marca cria campanha de Dia das Mães para incentivar adoção tardia

Vitor Paiva - 04/05/2022 às 10:02

A gestação de Ainah foi diferente: enquanto se preparava para a chegada de seus filhos Guilherme e Luís, ela não sentiu enjoo nem desejos inusitados, e a duração foi bem maior que os 9 meses usuais – para se tornar mãe, ela teve de esperar 6 anos, 4 meses e 16 dias até chegar ao momento mais feliz de sua vida e da vida de seu companheiro Rafael, pai dos meninos. Esse é o mote da campanha de Dia das Mães que a Sadia preparou para incentivar a tão importante adoção tardia, quando uma criança é adotada com idade mais avançada, depois de deixar de ser um bebê. Foi esse o caso dos irmãos Guilherme e Luís, que tinham seis e sete anos quando “nasceram” novamente, e se tornaram filhos de Ainah e Rafael.

A mãe Ainah, entre seus filhos Guilherme e Luís

A mãe Ainah, entre seus filhos Guilherme e Luís

Guilherme estrela a campanha ao lado da mãe

Guilherme estrela a campanha ao lado da mãe

-Fotógrafo registra em série tocante o momento em que pais conhecem o filho que vão adotar

Para refletir sobre as múltiplas formas que a maternidade pode ser vivida e que uma família pode possuir, a pergunta proposta pela marca é uma só: “em que receita está escrito que…?”. Conceituada e desenvolvida pela agência Africa, na campanha o preparo de uma refeição é apresentado como momento de aproximação e afeição familiar tal qual em tantas campanhas publicitárias anteriores: o diferencial, porém, está na formação da família que estrela o anúncio, comprovando que os laços maternos podem ser criados de diversas maneiras, sem ter de seguir uma única receita.

-Fernanda Lima faz desabafo importante sobre maternidade

“Sadia inaugura uma nova fase, onde propõe estar próxima em uma vida cheia de imprevisibilidades. ‘A vida não tem receita’ é um movimento que demonstra as muitas formas de se viver, amar, conviver e celebrar”, afirmou Luciana Bulau, gerente executiva da marca. Segundo Bulau, o conceito foi inaugurado na Sadia com essa importante e tocante mensagem para a data, a fim de reafirmar que a maternidade não vem com manual de instruções nem molde.

Na campanha, a história de Ainah inspira a prática de adoção tardia

Na campanha, a história de Ainah inspira a prática de adoção tardia

-Maternidade real: 6 perfis que ajudam a destruir o mito da maternidade romantizada

“No Dia das Mães, a Sadia vem com o mote ‘A vida não tem receita’ justamente porque mães, mais do que ninguém, são sinônimos de improviso, jogo de cintura e cabeça e coração abertos ao inesperado”, sublinhou Sophie Schonburg, Diretora Executiva de Criação da agência Africa. “Se tem uma coisa que não temos controle nessa vida é maternidade. Não adianta planejar, seguir receita: filhos vem na hora que tem que vir, do jeitinho que eles querem”, concluiu Schonburg. A mídia será veiculada nacionalmente na TV, e compartilhada nas redes sociais da Sadia, que trará conteúdos especiais, com influenciadores mostrando como é a “maternidade real”, através de vídeos comparando “expectativa x realidade”.

Guilherme e Luís tinham 6 e 7 anos quando foram adotados

Guilherme e Luís tinham 6 e 7 anos quando foram adotados

Publicidade

© fotos: YouTube/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness