Debate

Marcos Uchôa entra para a política; jornalista ex-Globo reflete sobre possível candidatura nas eleições

Vitor Paiva - 13/05/2022 às 09:33

Após anunciar, no final do ano passado, a aposentadoria de uma carreira de 39 anos no jornalismo que fez história na Rede Globo, o repórter carioca Marcos Uchôa confirmou recentemente sua filiação ao PSB, e agora avalia lançar sua candidatura como deputado federal nas próximas eleições. Segundo Uchôa, a decisão se deu após se aproximar do deputado federal Marcelo Freixo, que é do partido, e sua prioridade inicial será ajudar na campanha de Freixo ao governo do Rio de Janeiro: a notícia da filiação e da possível candidatura própria foi acompanhada de duras críticas ao histórico político carioca e ao governo Bolsonaro.

Marcos Uchoa foi repórter da Rede Globo por 34 anos

Marcos Uchoa foi repórter da Rede Globo por 34 anos

-Real perde mais de 30% do valor em 5 anos e custo dos alimentos supera aumento de salário no Brasil

“Sou carioca, quando vejo cinco ex-governadores do Rio que foram presos, penso que não podemos ter o sexto. E, como brasileiro, vejo esse modelo autoritário do Bolsonaro e sinto que é hora de me posicionar politicamente”, afirmou Uchôa, que definiu sua orientação política como sendo de centro-esquerda, em matéria da revista Carta Capital. O jornalista revelou que sua dedicação dentro do partido se dará em defesa da ciência e no combate às fake news e à desinformação, além de projetos pelo esporte, a cultura, o meio ambiente e a geração de empregos.

O jornalista visitou mais de 115 países e atuou como correspondente por mais de 15 anos

O jornalista visitou mais de 115 países e atuou como correspondente por mais de 15 anos

-Como o Brasil se tornou o pior país na gestão da pandemia, segundo estudo

Para Uchôa, as eleições de outubro serão fundamentais para definir o futuro da própria democracia brasileira, avaliando como urgente que o congresso se renove e dê um salto de qualidade, a partir de um olhar sobre como os deputados e senadores não somente agem e votam, mas também na forma em que pensam o Brasil.  “Não é este o mundo que queremos. É um momento muito delicado. Se o bolsonarismo crescer e ele sendo reeleito, vai ser muito ruim para o país”, afirmou, em matéria para o site Congresso em Foco, do UOL. A decisão sobre se lançar como candidato será tomada, segundo afirmou, em breve.

Uchôa ao lado de Marcelo Freixo, deputado federal e candidato ao governo do estado do Rio

Uchôa ao lado de Marcelo Freixo, deputado federal e candidato ao governo do estado do Rio

-Bolsonaro é xingado em avião ao entrar para cumprimentar passageiros

O olhar crítico de Uchôa parte não somente das quase quatro décadas dedicadas ao jornalismo – com 34 anos como um dos repórteres de maior destaque da Rede Globo. Foram 15 anos como correspondente internacional, em uma carreira que o levou a conhecer 115 países, cobrindo oito guerras, oito copas do mundo, dez olimpíadas, além de dezenas de eleições e transformações no cenário político brasileiro e internacional: segundo comentou ao Congresso em Foco, as ações do governo Bolsonaro o levaram a, pela primeira vez, ser malvisto no resto do mundo por ser brasileiro. A entrevista, assinada pelo jornalista Edson Sardinha, pode ser lida aqui.

Publicidade

© fotos 1, 2: Rede Globo/divulgação

© foto 3: Instagram/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness