Sustentabilidade

Neve, ciclone e chuva congelante anunciam frente fria histórica no Brasil; veja temperatura

16 • 05 • 2022 às 14:12
Atualizada em 16 • 05 • 2022 às 15:02
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Durante a tarde dessa segunda-feira (16), uma frente fria se instalará na região Centro-Sul do Brasil e promessa para os próximos dias é de um frio extremo que vai tomar as grandes cidades do país com quedas de mais de 10ºC em diversos locais.

Os meteorologistas afirmam que neve e geada são previstas ao redor do Sul brasileiro e temperaturas abaixo de zero devem ser registradas na Serra Gaúcha, em Santa Catarina e no Paraná.

Geadas já atingiram plantações em julho do ano passado; imagens mostram neve em Santa Catarina. Frio extremo deve causar problemas nas colheitas e pode intensificar aumento de preços na economia

Temperaturas extremas

Temperaturas baixas para as regiões Centro-Sul são comumente registradas entre junho e agosto, nos meses de inverno. Uma frente fria dessa magnitude tem poucos precedentes na história brasileira, e a combinação de uma série de fenômenos justifica o frio extremo.

De acordo com os meteorologistas, duas ondas de ar polar vieram da Antártica. As massas de ar frio oriundas do Polo se combinaram com um ciclone extratropical no Atlântico Sul. A onda de frio vem com grande umidade e chuvas, que devem causar neve e geada (a tal chuva congelante). Tudo isso é intensificado pelo La Niña.

Frio extremo deve causar problemas para o campo e para grandes cidades

“Nós estamos sob influência do fenômeno La Niña e vamos continuar. Vamos ter outras ondas de frio intensas durante o inverno, mas não tem expectativa que seja um inverno extremo como nunca se viu. Serão períodos de frio, em algumas semanas, e a ideia é que tenhamos algumas temperaturas abaixo da média”, define  a meteorologista Josélia Pegorim ao G1.

“O alerta está sendo dado porque essa massa de ar frio de origem polar tem forte intensidade. Além de ter potencial para provocar temperaturas muito baixas no sul do país e em muitas áreas do Sudeste e do Centro-oeste, ela pode provocar também o fenômeno da friagem em estados da região Norte. O Acre, Rondônia e o sul do Amazonas devem sentir a passagem desse frio e ter uma queda de temperatura bastante acentuada”, explica Josélia, que é da Climatempo.

Modelos mostram que Goiânia, conhecida pelo calor extremo, poderá enfrentar temperaturas mínimas de 4º C na quarta-feira. Em Brasília, 5º C devem ser registrados nos termômetros de quarta e quinta-feira.

Confira informações sobre a frente fria dessa semana:

Leia também: La Niña está de volta: saiba como isso pode impactar o clima do Brasil

Publicidade

Fotos: Destaques: Danielgp/Wikimedia Commons Foto 1: © Getty Images


Canais Especiais Hypeness