Debate

Secretário de Segurança da BA defende descriminalização da maconha: ‘A maioria que conheço usa. Trabalham todo dia’

26 • 05 • 2022 às 08:10
Atualizada em 26 • 05 • 2022 às 10:27
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O juiz federal aposentado Ricardo Mandarino, que atua hoje como secretário da Segurança Pública da Bahia, defendeu em discurso a descriminalização da maconha, como um uso que “libera as pessoas e “aumenta a criatividade”.

A fala aconteceu em um congresso no final de abril, mas viralizou recentemente após ser disponibilizado no canal da Superintendência de Prevenção à Violência (SPREV): no discurso, o secretário comentou sobre o uso moderado e social da droga.

Secretário de Segurança da BA defende descriminalização da maconha

-Marcha da Maconha: 10 anos de luta pela legalização e pelo fim da guerra às drogas

“A maioria das pessoas que eu conheço, que usa maconha, são pessoas que trabalham todo dia. Tenho amigos que dizem: ‘Eu fumo cigarro todo dia para dar uma relaxada'”, afirma Mandarino, que trabalha como secretario para o governo de Rui Costa, do PT.

“Os bêbados não andam caindo pela rua. As pessoas que perdem o controle do uso social, o uso moderado da droga, são poucas, não é todo mundo que faz isso”, comentou.

-Ativista pela legalização da cannabis mostra como Uruguai quebrou tabus da planta

A popularidade da planta no meio artístico, como possível combustível para a criação, também foi mencionada por Mandarino. “Então ela libera as pessoas, aumenta a criatividade. No meio artístico isso é evidente. A gente conhece a história de grandes compositores que quando estão com uma ‘bebidazinha’ qualquer relaxam e fazem composições belíssimas”, discursou.

Tal ponto foi usado pelo secretario para sugerir o potencial de tal uso em outras áreas: “Por que não admitir que isso possa acontecer no meio científico e em outras atividades criativas?”, questionou o juiz aposentado.

O discurso foi tornado público recentemente, e viralizou pela defesa da descriminalização da maconha

O discurso foi tornado público recentemente, e viralizou

-Universitários usaram mais maconha do que álcool em 2020 nos EUA

O vídeo viralizou e provocou intenso debate, levando a Secretaria de Segurança Pública da Bahia a emitir nota, afirmando que as falas foram tiradas de contexto, e que opiniões pessoais não afetam o trabalho da pasta, reiterando o combate ao tráfico de drogas como um dos pontos prioritários.

“O secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino, reforça que o trabalho de combate ao crime organizado e às quadrilhas de tráfico de drogas é uma das prioridades da pasta. ‘Nosso dever é dar segurança às pessoas. Combater o crime é nossa tarefa. Contamos com o incansável trabalho das polícias militar, civil e técnica. Os resultados falam por si: apenas na última semana, três operações policiais resultaram na apreensão de R$ 3 milhões em drogas’”, diz a nota.

Publicidade

© foto 1: Elói Corrêa/GOVBA/reprodução

© foto 2: Youtube/reprodução


Canais Especiais Hypeness