Debate

Socorristas descobrem no meio do caminho que idoso levado ao necrotério em saco estava vivo

16 • 05 • 2022 às 10:19 Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Vídeo que mostra socorristas descobrindo que um idoso ainda estava vivo dentro do saco, a caminho do necrotério, vazou nas redes sociais na última semana. O homem teria sido declarado morto por engano, colocado em um saco de cadáveres e levado por legistas para uma van antes que os funcionários do necrotério percebessem que ainda estava vivo.

O incidente foi filmado por espectadores e as imagens rapidamente se espalharam pelas redes sociais da China, provocando uma reação furiosa na cidade, que está sob quarentena totalmente restritiva há mais de cinco semanas dentro da política de tolerância zero à Covid-19. Também levantou preocupações sobre o sistema médico sobrecarregado da cidade.

China vive novo lockdown e caos no sistema de saúde

China vive novo lockdown e caos no sistema de saúde

 

Na filmagem, trabalhadores vestindo roupas de proteção são vistos puxando um saco de cadáveres da van do necrotério para um carrinho. Eles olham dentro da bolsa antes de perceber que a pessoa dentro está viva. “Vivo! Você viu aquilo? Vivo!” diz um. “Não o cubra novamente!” diz outro.

Um trabalhador vai falar com pessoas usando roupas de proteção do lado de fora do prédio, e o paciente idoso é levado de volta para dentro.

O incidente foi confirmado pelo governo do distrito de Putuo, que começou as investigações do caso. A Comissão de Supervisão de Xangai e a Comissão Central de Inspeção Disciplinar disseram cinco funcionários foram punidos e a licença de um médico foi revogada.

A Casa de Repouso Shanghai Xinchangzheng pediu desculpas, enquanto a funerária elogiou seus funcionários por perceberem que a pessoa ainda estava viva e os recompensou com 5.000 yuans (R$ 3718) cada.

A mídia estatal disse que o paciente idoso havia sido transferido para o hospital e estava recebendo tratamento. O incidente chocou as pessoas na China, onde uma onda de Omicron está desafiando o compromisso do governo com medidas de zero Covid, incluindo bloqueios rigorosos e testes em massa.

“E se este incidente não fosse registrado pelos cidadãos de Xangai?” disse um comentarista em uma reportagem da mídia estatal. “Asilos e casas de apoio são os últimos lugares para muitos idosos, especialmente alguns idosos solitários que não têm escolha”, disse outro. “Quem ousaria mandar seus pais para uma casa de repouso agora? E quem se atreveria a viver em uma com paz de espírito?”

As autoridades de Xangai tentaram evitar um bloqueio, mas no início de abril recuaram em suas garantias, enviando cerca de 25 milhões de pessoas para dentro. O bloqueio foi conturbado por problemas de ordem básica, incluindo escassez de alimentos e problemas de logística de entregas, e provocou protestos online e nas casas e ruas das pessoas.

Também circulou um vídeo de um homem que disse ser um trabalhador em Xangai, andando em uma estrada para parar um caminhão e pedir comida. “Povo de Xangai, ninguém se importa conosco. Tome conta de nós! Exponha isso! Ajude-me a expor isso! Sou um trabalhador. Vou morrer de fome!” ele diz, de acordo com uma tradução do blog Chuang.

Publicidade

Fotos: Getty Images e Reprodução/vídeo


Canais Especiais Hypeness