Inspiração

Ucraniana de 77 anos arrisca a vida para cuidar de 700 animais em abrigo

Vitor Paiva - 10/05/2022 às 10:13 | Atualizada em 11/05/2022 às 17:12

Dos horrores da guerra eventualmente surgem heróis e heroínas e inesperados, capazes de salvar ou preservar vidas em um dos mais duros contextos possíveis – e não somente vidas humanas, mas de qualquer espécie.

É o caso da ucraniana Asya Serpinska, que, aos 77 anos, decidiu permanecer na cidade de Hostomel, a 36 km da capital, Kiev, durante o atual conflito contra a Russia, e arriscar a própria vida para cuidar das centenas de cães e gatos que vivem em seu abrigo: conforme as pessoas começaram a deixar a cidade, ela ainda aceitou receber diversos animais que viviam em casas e cuidar de um grupo de animais abandonados em um zoológico local.

A ucraniana Asya Serpinska permaneceu em sua cidade sob ataque para cuidar de seu abrigo

A ucraniana Asya Serpinska permaneceu em sua cidade sob ataque para cuidar de seu abrigo

-Animais prosperam mesmo vivendo na zona de exclusão de Chernobyl

Segundo Serpinska revelou em entrevista ao site I Heart Dogs, no momento da invasão ela cuidava de cerca de 600 cachorros e 100 gatos em seu abrigo. “A primeira coisa que pensei foi que tinha que correr para o abrigo”, afirmou, diante da tomada da cidade de Hostomel por tropas russas.

“Estava conscientemente indo pra guerra. Minhas pessoas estavam aqui, meus cachorros estavam aqui”, relatou. Além dos animais em seu próprio abrigo, para cuidar do zoológico abandonado, destruído por bombas, Serpinska e os membros de sua equipe que também permaneceram enfrentaram os perigos de uma possível linha de fogo, bombas, ruínas e incêndios para ir ao local, resgatar e cuidar dos animais – incluindo um leão trancado em uma jaula.

O local já abrigava centenas de animais antes dos ataques à Ucrânia

O local já abrigava centenas de animais antes dos ataques russos contra a Ucrânia

Serpinska perdeu sua cadela, Gina, em um dos ataques

Serpinska perdeu sua cadela, Gina, em um dos ataques

-A ucraniana promessa das Olimpíadas morta aos 14 anos em bombardeio

“Por cinco semanas, nós íamos até lá sob intenso tiroteio para alimentar o leão, que se encontrava trancado em uma jaula que não tínhamos a chave”, revelou Serpinska, que também enfrentou diversos encontros e ameaças contra ela e sua equipe das tropas russas, e viu sua amada cadela Gina ser morta em um ataque.

Para poder seguir alimentando o animal e salvar a vida do leão, ela relata que negociou diretamente com soldados e, apesar de uma explosão ter destruído o local onde se encontrava, o animal conseguiu sobreviver. Agora que as tropas russas deixaram Hostomel e a cidade voltou a ser administrada pelo governo ucraniano, a senhora vai aos poucos reconstruindo seu abrigo.

O local também abriga gatos abandonados na cidade

O local também abriga gatos abandonados na cidade

-Homem atua no resgate de gatos e cachorros abandonados em cidade fantasma

A cidade ainda se encontra deserta e bastante afetada pelos danos impostos pela guerra, mas Serpinska segue dedicada a seu trabalho árduo – cuidando dos animais em seu abrigo, resgatando outros animais abandonados, e ainda encontrando lares e famílias para adoção dos cães e gatos que salvou.

Contrariando qualquer probabilidade ou previsão, a senhora de 77 anos não somente sobreviveu ao ataque russo, como conseguiu oferecer segurança, cuidados médicos e alimentação a seus animais, que permanecem saudáveis e felizes, apesar dos distúrbios em um cenário de conflito. “Não importa quem você protege, crianças, pessoas, animais, a natureza: o mais importante é a responsabilidade”, ela afirmou. “Eu resgato animais para permanecer humana”.

Mesmo durante a invasão, a ucraniana de 77 anos seguiu resgatando e cuidando de animais

Mesmo durante a invasão, a ucraniana de 77 anos seguiu resgatando e cuidando de animais

Publicidade

© fotos: Gostomel Animal Shelter/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness