Arte

Agenda Hype: Feira do Livro, Noitão Belas Artes, menus de Dia dos Namorados e 19 dicas culturais da semana

08 • 06 • 2022 às 08:45
Atualizada em 09 • 06 • 2022 às 09:51
Gabriela Rassy
Gabriela Rassy   Redatora Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Aqueles eventões lindos, ao ar livre e com entrada grátis para dar aquele grau na sua semana. Para celebrar o Dia dos Namorados ainda rolam dicas finíssimas de menus, delivery e presentes gastronômicos para a data – role até o final e se delicie! Aliás, a data está no Noitão Belas Artes, mas com o tema “Odeio o Dia dos Namorados”, que traz 3 salas: uma com amor e duas mais… irônicas.

A primeira edição da Feira do Livro acontece de quarta a domingo, ocupando a Praça Charles Miller e o Museu do Futebol de São Paulo com mais de 120 editoras e livrarias e mais de 50 convidados. Se programe para ver as mesas com Djamila Ribeiro, Drauzio Varella, Ailton Krenak e Mia Couto, tudo de graça na praça.

A Feira Preta ataca em edição pocket no encerramento do Vibra Open Air. Rola ainda a apresentação de Fernando Rosa e Jesuton, com hits da black music, e a exibição do documentário vencedor do Oscar “Summer of Soul”.

Em Brasília, a boa é curtir o Festival Criolina, com Francisco El Hombre, Nãnan, Rachel Reis, Siba e muito mais. Em SP, vale chegar na Vila Itororó para o show da maravilhosa Graça Braga, com entrada gratuita.

Nos lançamentos, pegue seu fone de ouvido para viajar pelo novo álbum da Brisa Flow, “Janequeo”, além das faixas “Ana Luiza”, de Rodrigo Maranhão, e “Soul Taurina”, da NAVILOCA.

Vem na minha!

#eventos

A Feira do Livro
Praça Charles Miller, Pacaembu, São Paulo
8 a 12 de junho de 2022
Grátis
Ao ar livre, com são mais de 120 editoras e livrarias e mais de 50 convidados em mesas literárias, a Feira do Livro ocupa a Praça Charles Miller nesta semana. Com nomes de peso, como Djamila Ribeiro, Carla Madeira, Drauzio Varella, Ailton Krenak, Jeferson Tenório, Yara Nakahanda Monteiro, Bill François, María Dueñas e Mia Couto, o evento traz mesas sobre temas como urbanismo, direitos humanos, ciência, relações amorosas, política e história. A ideia é que seja um encontro do público com seus autores preferidos, tudo gratuito e ao ar livre, nessa retomada “pós” pandemia. Durante o evento, o Museu do Futebol não só estará aberto como também oferecerá meia-entrada a todos, no valor de R$ 10. Vale ainda aproveitar as oficinas sobre a cultura do livro, como contação de histórias, encadernação manual e outras atividades.

Noitão “Odeio o Dia dos Namorados”
Petra Belas Artes
Sexta, 10, a partir das 23h30
R$ 40 e R$ 20 (meia-entrada)
O Noitão de junho chega chegando todo trabalhado na ironia. E, olha só, apesar da proposta parecer radical, a seleção oferece também opção para os românticos inveterados. É só o cinéfilo escolher pelos temas de cada sala a programação que mais lhe agrada. A Sala 1, “Amor à Primeira Vista”, reúne “Antes do Amanhecer” (1995), de Richard Linklater; “Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças” (2004), de Michel Gondry; e um “filme-surpresa” para aquecer o coração. Já a Sala 2, “Meninas Malvadas”, traz os filmes “Audition” (1999), terror japonês de Takashi Miike; “Atração Fatal” (1987), cult de Adrian Lyne; e um “filme-supresa” arrasador. Sala 3 “Boy Lixo” começa com “Totalmente Selvagem” (1986), de Jonathan Demme; “Grandes Olhos” (2014), de Tim Burton; e um “filme-surpresa” que é um verdadeiro “toxic affair”.

Je Treme edição dos teclados #2
Funilaria – SP
Sexta, 10, 19h
Grátis até 20h; R$ 20 depois
Os DJs Tide e Madruga recebem Michelle Maiara e Paulynho dos Teclados para mais uma edição aconchegante de pura bregadeira.

Graça Braga
Vila Itororó
Sábado, 11, 20h
Grátis
Dama do samba de São Paulo e dona de uma voz grave, Maria da Graça Braga se encontra com a obra de Geraldo Filme, ambos herdeiros e representantes da mesma imensa nobreza ancestral. A obra do cantor e compositor é resultado da confluência de importantes universos da cultura negra paulista: os batuques de Pirapora, as rodas de samba do Largo da Banana, na Barra Funda, e o Vai-Vai. Nesse show, Graça irá apresentar todas essas faces de Geraldo Filme, em sambas que retratam o universo rural como “A morte de Chico Preto”, ou a crônica social “Garoto pobre” e o hino “Vai no Bexiga pra ver”.

Festival Criolina: da cor do coração
Setor Comercial Sul – Brasília
Sábado, 11, 18h30
R$ 40 e R$ 20 (meia)
Uma edição bem vermelha (capriche no look) com line up porradão para chamar o crush ou os migos para esse pré Dia dos Namorados. No som, Francisco El Hombre (SP), Nãnan (DF), Rachel Reis (BA), Ops + Julia Carvalho (DF), Saci Wèrè + Thabata Lorena + Ediá (DF) e Siba (PE), além das picups comandadas por KLap (DF), Malfeitona (BA), Odara Kadiegi (DF), Pati Egito (DF) e Selváticas (GO).

Open Air + Feira Preta
Jockey Club SP
Domingo, 12, 16h
R$ 70
O Vibra Open Air recebe uma edição especial da Feira Preta, o maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América, em edição pocket com produtos e serviços inovadores de alguns afroempreendedores. Rola ainda a apresentação de Fernando Rosa e Jesuton, com hits da black music, enquanto é possível visitar os expositores. Em seguida será exibido o documentário vencedor do Oscar de 2022, “Summer of Soul”, que recupera e reconstrói horas de gravações esquecidas por décadas do festival que no verão de 1969 revelou nomes como Stevie Wonder, Nina Simone, entre outros, no Mount Morris Park.

8º Feira DiverSA
Online para todes e presencial
Até 9 de junho
Grátis
A maior feira de empregabilidade LGBT+ da América Latina acontece presencialmente em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Belo Horizonte, mas também online para qualquer lugar do mundo. Destaque para a Roda de networking online com profissionais LGBTI+ de Gestão de Pessoas, dia 9, 15h, e para a mesa com Assussena no mesmo dia, às 20h.

Leci Brandão e Mc Tha | Abertura Samba de Dandara
Casa Natura Musical
12 de junho, domingo, 17h
R$ 50 a R$ 160
Primeira mulher a integrar a Ala de Compositores de Estação Primeira de Mangueira, a cantora e compositora Leci Brandão apresenta sucessos de sua carreira e homenageia também alguns dos nomes que fizeram parte de seus 43 anos de trajetória musical. A apresentação tem abertura do Samba de Dandara e participação especial de Mc Tha – um feat que nasceu na série Seguindo a Canção, parceria da Casa com a Faculdade Descomplica.

#música

Brisa Flow | Janequeo
Janequeo, que dá nome ao terceiro álbum da artista, foi uma guerreira do povo originário Mapuche que liderou quatro mil homens na Guerra de Arauco para libertar Wallmapu do genocídio e vingar a morte de seu marido e lonco, Huepotaén. Após conduzir esse exército, foi caçada, nunca encontrada e acredita-se que se transformou em uma encantada da floresta. A obra, inspirada na história dessa grande mulher indígena, fala sobre amor, coragem e autonomia. Dirigido pela própria cantora, as músicas contam com produções que misturam rap com outras vertentes eletrônicas e de raízes originárias. O disco tem participações nacionais, como Ian Wapichana, Sodomita, Monna Brutal e Victor Prado, e internacionais, como Aby Llanque e Tidus.

NAVILOCA | Soul Taurina
A banda carioca lança single que antecipa o EP de estreia, “Só as Romântica”, com previsão para o segundo semestre. Seu novo trabalho nasce ao fim do período astral no signo de Touro, enquanto retrata a perspectiva romântica de uma taurina, trazendo suas delícias e dores de amar. Com uma identidade ousada e debochada, o single abre caminhos para explorar as personagens que compõem o duo não-binário. A música é um lançamento Coletivo Lança e já se encontra disponível em todas as plataformas digitais.

Rodrigo Maranhão | Ana Luiza
Rodrigo Maranhão mergulhou no universo feminino para criar esta canção composta por encomenda da cantora carioca Anna Ratto. O single abre o projeto audiovisual “Mercado das Flores” (Som Livre / MP,B Discos), dirigido por Henrique Alqualo e Fernando Young e agendado para sair em 24 de junho nos aplicativos de música. Para executar o que Maranhão descreve como “jongo com influências ibéricas”, o artista, acompanhado de seu violão, convocou Pretinho da Serrinha para a percussão, Marcelo Caldi para a sanfona e Pedro Franco para o bandolim.

LIMMA | LIMMA
Após se dedicar por mais de 20 anos como instrumentista acompanhando importantes artistas da música brasileira como Gal Costa, Milton Nascimento e Arnaldo Antunes, o músico mineiro André Lima assume nova persona e estreia seu primeiro álbum solo homônimo. Com canções pop e forte presença de sintetizadores, o disco reúne 10 faixas compostas com parceiros como Carlinhos Brown, Paulo Carvalho, Romulo Fróes, Jongui, Fabio Góes e Magno Mello.

Estreia dia 10!

DOM-N | No Abraço Certo
Depois da bem-sucedida estreia de “Vem Amar”, single que soma mais de quatro milhões de players somente no Spotify e é tema principal da série “Feita para Sonhar”, disponível na Amazon Prime, o carioca DOM-N apresenta videoclipe para a inédita e descomplicada “No Abraço Certo”. O projeto – seguindo aquela trilha leve e com clima praiano, feita para quem quer desanuviar – celebra as relações duráveis e o pensamento positivo como uma das formas de autocuidado.

#cinema

Espero que esta te encontre e que estejas bem
Fazendo pesquisas para um outro projeto, na Praça XV, no centro do Rio de Janeiro, a diretora e roteirista Natara Ney se deparou com um maço com 180 cartas, escritas num período entre 1952 e 1953. Nelas, uma história de amor, entre Lúcia e Oswaldo. “Após as ler, colocar em ordem cronológica, fiquei encantada e curiosa. O que havia acontecido com aquele casal apaixonado? Como terminara a história deles?”, conta a cineasta. Com essas perguntas em mente, ela fez o documentário que chega aos cinemas em 9 de junho, com distribuição da Embaúba Filmes.

Ilusões Perdidas
Um dos maiores clássicos da literatura universal, a trama ganha uma nova adaptação vibrante e que dialoga com o presente pelas mãos do cineasta francês Xavier Giannoli (“Marguerite”). O filme fez sua estreia no Festival de Veneza, e desde então tem seguido uma carreira de sucesso, se tornando o grande vencedor do prêmio César deste ano, levando 6 estatuetas, entre elas, melhor filme, ator-revelação (Benjamin Voisin), coadjuvante (Vincent Lacoste) e roteiro adaptado, além de concorrer em outras 8 categorias. Depois de enorme sucesso no Festival Varilux de Cinema Francês, o filme estreia nos cinemas com distribuição da Califórnia Filmes.

#visuais

Luiz Zerbini: a mesma história nunca é a mesma
MASP
Até 31 de julho
terça grátis, das 10h às 20h; quarta a domingo, das 10h às 18h
R$ 50 
Segue em cartaz a mostra com curadoria de Adriano Pedrosa, diretor artístico, e Guilherme Giufrida, curador assistente no MASP. Ocupando o 2º subsolo do museu, a exposição traz um conjunto de cerca de 50 trabalhos, entre pinturas, monotipias, gravuras e desenhos, em sua grande maioria inéditos, distribuídos em uma expografia-obra projetada em diálogo com a arquitetura do espaço. Trata-se da primeira exposição individual de Zerbini, um dos principais nomes da arte contemporânea brasileira, em um museu em São Paulo, sua cidade natal.

Luiz Zerbini, Massacre de Haximu, 2020

Luiz Zerbini, Massacre de Haximu, 2020

#cênicas

Super Só & Outros Videoclipes
Centro Cultural São Paulo
10, 11 e 12 de junho, sábado e domingo, 21h; e domingo, 19h
R$ 20 e R$ 10
A brasiliense Supersônica Cia. de Teatro se apresenta pela primeira vez em São Paulo com o espetáculo Super Só & Outros Videoclipes. A peça tem trilha sonora de pop rock composta por Miriam Virna, que também atua, canta e dirige a montagem, em parceria com o diretor William Ferreira. No espetáculo, quatro pessoas pouco notadas em uma grande cidade experimental quatro tipos diferentes de solidão. Oo indesejado super-herói às avessas Super Só dá relevo à solidão, medo, angústias, sonhos e desejos dos personagens de uma quadra comercial de Brasília e suas quitinetes. Marienilde é uma simples mãe trabalhadora, que mal é notada pelo marido e está em crise existencial. Fred é uma pessoa tímida que tem dificuldades para a vida social. Já Otacílio é um sujeito bonachão com o qual a vida não costuma ser generosa. Para fechar o quarteto, Drielly é uma menina sonhadora, que adora um videokê e se depara com a dureza que é trabalhar como operadora de telemarketing. O espetáculo celebra e reflete relações humanas com humor, fantasia e muita música.

A idade da peste
Auditório do Sesc Pinheiros
De 9 de junho a 2 de julho
Quinta, sexta e sábado, às 20h
R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia-entrada) e R$ 9 (credencial plena)
O que aconteceria se uma mulher branca de classe média alta realmente se descobrisse branca? A que custo isso se daria, e qual o discurso possível dessa constatação? Foi a partir dessa provocação que o dramaturgo Reni Adriano e a atriz Cácia Goulart conceberam este solo. Em cena, Senhora C. assiste ao assassinato do filho da empregada, encurralado pela polícia, dentro da sua casa de classe média alta. O episódio desencadeia um profundo exame de consciência em que os desejos inconfessados da branquitude emergem como um marcador racial aterrorizante, questionando a própria possibilidade de justiça em um mundo feito à imagem e semelhança dos brancos.

#literatura

Cadernos de viagem herdados
Editora Claraboia
Um misto de romance com crônicas de viagem, esta é a obra de estreia da atriz Nicole Cordery. O livro visa encorajar que um número maior de mulheres corra atrás dos seus sonhos e ganhe mais independência, inclusive para realizar viagens sozinhas. A obra, que conta com ilustrações de Rita Carelli, tem um projeto gráfico especialmente inspirado em cadernos Moleskine. O livro mostra a versatilidade de Nicole Cordery – que, com os teatros fechados, se consagrou como atriz do teatro online e finalizou esse livro de viagens, com o qual convida os leitores, principalmente as mulheres, a reviverem suas próprias memórias e os estimula a desejar ou até planejar novas viagens (uma ousadia necessária neste mundo tão insólito em que vivemos).

#gastronomia

Especial Dia dos Namorados, com menus cheios de amor e presentes especiais.

Aizomê
A casa da chef Telma Shiraishi oferece menu degustação especial para 2 pessoas, na sede dias 11 e 12 e na Japan House no jantar do dia 11. A seleção começa com o Otishi, segue com Zensai que inclui Polvo defumado com aiolli de yuzu, Kani Guratan (casquinha de siri) e um Harumaki de moti, nori e karasumi. Os sushis e sashimis são feitos com uma seleção do dia de pescados e frutos do mar, o Yakimono pode ser escolhido entre o Black Cod saikyoyaki ou a Costela de Wagyu prensada. Para finalizar, a Sweet Pic Nic traz uma seleção de frutas da estação, Sata Andagui (mini donuts), ganache de chocolate ao conhaque, ganache de chocolate branco perfumado ao yuzu e ganache de matchá. R$395 por pessoa.

Menu Aizomê de Dia dos Namorados | Foto: Rafael Salvador

Menu Aizomê de Dia dos Namorados | Foto: Rafael Salvador

Oli Pães e Pizzas Artesanais
Este charmoso empório e pizzaria super gostoso que fica na Vila Madalena, em São Paulo, oferece algumas boas opções de Dia dos Namorados. Para o fim de semana, começando na sexta-feira, a Oli preparou três sugestões de entrada, com destaque para os Figos gratinados, recheados com gorgonzola dolce, sobre cama de presunto cru, radichio, morango, amora e mel, acompanhados de uma cesta de pães de fermentação longa e natural (R$ 58). Nas pizzas, vale provar a Parma Trufado (R$120), com molho de tomate, creme trufado, presunto cru, rúcula selvagem e grana padano ralado. Nas sobremesas, entram em cena a Tatin de goiabada com sorvete de mascarpone (R$ 38) e Mousse de doce de leite com banana caramelada e pralinê de amendoim (R$ 34).

Chou
Menu especial de Dia dos Namorados chega com entrada, principal e sobremesa para o casal. Para começar, o Crudo de atum, burrata, aceto balsâmico e limão siciliano ou Cebolas assadas, cremosas e intensas com creme fresco e queijo Zola. O principal pode ser escolhido entre o Asado de tira de gado careta de São Sepé (RS) grelhado na brasa com gratin de batatas ou Tortelli de abóbora cabochá com noz moscada, creme de queijo, pangrattato e queijo azul. Já a sobremesa fica entre Pavlova de maracujá e frutas vermelhas ou Sticky toffee de banana passa com calda butterscoth.

Sobremesa Chou

Sobremesa Chou | Foto: Gui Galembeck

By Koji
O restaurante sugere para a data mais romântica do ano boas opções de pratos que chegam para os apaixonados por delivery. Diretamente da cozinha do chef Koji Yokomizo para as casas, estão o Tartar de Salmão (R$ 48) temperado e finalizado com ovas de massago, cebolinha e o molho ponzu; perfeito para compartilhar, o Combinado Moriwase (R$ 260), um clássico da casa, serve duas pessoas e apresenta 16 sashimis, 14 niguiri, 2 dyo e 4 baterás, tudo preparado com os pescados mais frescos do dia; e para adoçar, Choux Cream (R$ 14), preparada pela confeiteira Karina Mithy, com crosta craquelin, crocante, açucarada e o recheio farto de baunilha. Entre o Sushis Especiais, pescados entregues pelos melhores fornecedores, sempre frescos e sazonais, estarão disponíveis para a data o Sushi de Enguia (R$ 34), Uni (R$ 22) e Centolla Spicy (R$ 24,20). Com unidades no Morumbi e Consolação, no centro da cidade, os pedidos podem ser feitos no aplicativo iFood ou pelo Whats App (11 9 3034-5454).

Tartar de salmão do By Koji

Tartar de salmão do By Koji por Keiko Nagano

Cuia
A chef Bel Coelho criou um menu fechado especial para o jantar do Dia dos Namorados no Cuia, seu restaurante localizado dentro da livraria Megafauna, no térreo do Copan. O menu de três tempos será oferecido em dois horários, às 19h e 21h30, a R$210 por pessoa ou R$370, com harmonização de vbinhos, preferencialmente apenas com reservas pelo email eventos@cuiacafe.com.br ou pelo WhatsApp 11 97617-9154. No cardápio especial, Couvert, Salada de cogumelos grelhadas e avelãs crocantes e vinagrete de Tucupi, Robalo com molho de castanhas e pupunha assada, Café especial coado com 2 queijos e brasileiros e geleia de frutas nativas e Pavlova de figo e abacate com creme de baunilha do cerrado.

Carole Crema Doces
A casa apresenta dois especiais para a data: o Bolo de champagne – bolo pequeno de 10cm de diâmetro e 7 de altura, ideal para dois, tem massa branca e recheio de chocolate Callebaut com creme de Champagn (R$ 79) e o Coração de Mel – o famoso e premiado honeycomb em formato de coração coberto com o puro chocolate belga 33,5% de cacau callebaut (R$ 59).

Publicidade

Mia Couto por  David Levenson/Getty Images
Djamila Ribeiro por Fabio Teperman
Sidarta Ribeiro por Elisa Elsie


Canais Especiais Hypeness