Arte

Agenda Hype: Parada LGBT+, Forró da Lua Cheia, WME Conference e 23 dicas culturais da semana

15 • 06 • 2022 às 14:32
Atualizada em 17 • 06 • 2022 às 09:31
Gabriela Rassy
Gabriela Rassy   Redatora Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

A agenda dessa semana tem tanta maravilhosidade que ficou até difícil achar destaques. É tudo bom, então coma tudo com os olhos e ouvidos, mas chegue até o fim para as dicas gastronômicas – juro que vale a pena! Nos próximos dias acontece a Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, que volta para ocupar a Avenida Paulista; o Festival Forró da Lua Cheia, em Altinópolis, com shows maravilhosos; e a WME Conference, com as mulheres da música no protagonismo total.

Para os festeires animades de plantão, tem ainda Micareta SP com trios elétricos de Ivete Sangalo, Pabllo Vittar, Ludmilla e Luisa Sonza, além de arenas eletrônicas. Vale ainda aproveitar o Festival Cultura de Boteco com petiscos de bons restaurantes de SP, além de rodas especiais com o Samba do Trabalhador e o Samba de Dandara.

Vem na minha!

#eventos

26ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo
Avenida Paulista
Domingo, 19 de junho, 10h concentra; 12h sai
Grátis
Finalmente a Parada LGBT+ volta a ocupar a rua! Realizado pela Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOLGBT-SP), o evento tem como tema central “Vote com Orgulho – Por uma Política que Representa”. A programação nos trios que percorrem a Paulista e descem a Consolação incluem apresentações de Ludmilla, Pabllo Vittar, Luísa Sonza, Pocah, Liniker, Tiago Abravanel, bloco Agrada Gregos, Gretchen, entre muitas outras personalidades.

Festival Forró da Lua Cheia
Hotel Fazenda Vale Das Grutas, Altinópolis (SP)
16 a 19 de junho
R$ 50 a R$ 410
Após uma longa espera, o Forró da Lua Cheia comemora a sua trigésima edição com um público estimado de 10 mil pessoas – batendo recorde na história do evento. As mais de 100 atrações, como O Grande Encontro, Racionais, Mart’nália, Falamansa, Liniker, Luísa e os Alquimistas e BaianaSystem, se unem, agora, a Ana Cañas, que chega para completar o line-up com uma performance especial cantando Belchior. Serão 6 palcos e mais de 300 oficinas multiculturais, formativas e artísticas durante a programação que marca o retorno do evento.

Ana Cañas Canta Belchior por Nadja Kouchi

Ana Cañas Canta Belchior por Nadja Kouchi

WME Conference
Biblioteca Mário de Andrade e outros espaços
16 a 19 de junho
Grátis na Praça | R$ 35 a R$ 120 (shows e pacotes)
A maior conferência brasileira voltada para o protagonismo feminino no mundo da música ganha nova edição em formato phygital, ou seja, presencial e com transmissão ao vivo para todo o mundo através do site da plataforma WME.Com mais de 40 horas de conteúdo e um dia a mais com atração especial, WME Conference anuncia programação completa de sua sexta edição na Mario de Andrade e em festas espalhadas por quatro outros locais de São Paulo. A cantora e compositora carioca Teresa Cristina será a madrinha do evento, que também terá como convidadas Tulipa Ruiz, Letticia Munniz, BadSista e Karina Buhr e muitas outras mulheres da música. Após as rodadas de painéis, oficinas e masterclasses da tarde de sexta, o dia encerra com dois shows gratuitos na Praça Dom José Gaspar com Bebé e LAZÚLI. Em 18 de junho, sábado, um dos pontos altos promete ser o painel Back to Back com Karol Conka e MC Carol – Um papo sobre Saúde Mental e Carreira, mediado pela apresentadora e jornalista Didi Couto.

FLI – Festival Literário
Oficinas Culturais de Iguape, Iporanga e Registo
Café em Casa (online)
14 a 19/6
Grátis
O Festival realizado pelo programa Oficinas Culturais completa 10 anos e percorre três cidades do Vale do Ribeira neste ano: 14 a 17/06 em Iguape, 18/06 em Iporanga, 18 e 19/06 em Registro. Além da Biblioteca dos abraços, oficinas literárias e S.O.S Literatura para escritores independentes, o FLI traz shows de Marina Lima, Packaw, Franscisco, el Hombre, entre outros; bate-papo com diversos escritores da região, entre eles a Isabel Campos, e com artistas como Otto e Jup do Bairro. E ainda a agenda online, de 17 a 19/06, sempre às começa com Mia Couto e Geni Guimarães (sexta); segue com Eliane Potiguara e Ondjaki (sábado) e termina com Fabiana Cozza e Rosane Borges (domingo). Acesse a programação completa por cidade aqui.

Mia Couto por Mariano Silva

Mia Couto por Mariano Silva

Micareta São Paulo
Arena Anhembi
16 a 18 de junho
De R$ 90 (1 dia loung) a R$ 900 (passaporte total)
A primeira edição da Micareta São Paulo, além de reunir trios com grandes nomes do axé, pop e funk, também vai contar com uma arena dedicado para os amantes da música eletrônica. Na quinta rolam os trios elétricos de Ivete Sangalo, Daniela Mercury e Luisa Sonza; sexta com Pabllo Vittar, Ludmilla e Gloria Groove; e sábado com Claudia Leitte, Alinne Rosa, É o Tchan, Pepita, Danny Bond e Lia Clark.

35º Bloomsday
Casa das Rosas e Casa Guilherme de Almeida
15 e 16 de junho
Grátis
O evento dedicado à obra do escritor irlandês James Joyce ocupa a Casa das Rosas com uma programação especial em 2022 – ano em que se completam 100 anos do lançamento do romance mais famoso do autor, “Ulysses”. O Bloomsday paulistano terá a participação da atriz Bete Coelho e dos compositores Cid Campos e Edvaldo Santana, além de leituras de fragmentos da obra do romancista, lançamento de livros, comes inspirados na culinária da Irlanda, apresentações de músicas e danças irlandesas e muito mais! A palestra sobre um episódio de Ulysses, com Marcelo Tápia, tem transmissão ao vivo pelo canal de YouTube da Casa Guilherme de Almeida na quarta, 15 de junho, às 16h.

Feirinha da Ida – Parada LGBTQIAP + Festa Junina
Estúdio True Love Tattoo SP
Sábado, dia 18 de junho
Entrada gratuita
A Feirinha da Ida, que acabou de completar 5 anos, acontecendo mais uma vez reunindo marcas autorais de crochê, jóias, macramê, bordados etc. Também terá a participação especial da editora O sexo da palavra, com diversos títulos em torno de gênero e sexualidade.

Joma + Assucena + Wonder
Centro Cultural da Diversidade SP
16 a 19/06, às 20h
Grátis
O Centro Cultural da Diversidade é um equipamento da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo com programação dedicada à produção cultural LGBTQIA+, com shows, espetáculos teatrais, residências artísticas, oficinas e exposições. Neste feriado acontecem os shows de Joma (16/6), Assucena (17/6) e a estreia do musical Wonder, sobre a Claudia Wonder (18 e 19/06)

Festival Cultura de Boteco
Oficina Oswald de Andrade
Sábado, 18 de junho, a partir das 11h
Entrada gratuita
Samba e muita botecagem marcam a quarta edição do Festival. O projeto idealizado pela Sociedade Paulista de Cultura de Boteco (SPCB), reúne delícias gastronômicas, como acarajés, torresmos, lanches e muito mais ao som do Samba do Trabalhador, grupo do compositor carioca Moacyr Luz. A banda apresenta canções clássicas de João Nogueira, Cartola e Paulinho da Viola, além de sucessos de autoria de Moacyr, caso de “Toda Hora”, “Saudades da Guanabara” e “Vida da Minha Vida”. Quem também sobe ao palco é o Samba de Dandara, grupo de empoderamento e exaltação às mulheres sambistas, às grandes compositoras, que enaltece e promove a resistência feminina e negra sob a forma de uma representação musical que passeia por ritmos afro-brasileiros. No repertório, Dona Ivone Lara, Beth Carvalho, Jovelina Pérola Negra, Leci Brandão, Dona Inah, Clementina de Jesus, Elza Soares, entre outras.

#música

Juliana Linhares | Frivião
A faixa, um frevo nervoso que fecha, com o astral nas alturas, “Nordeste Ficção” (independente), o álbum de estreia solo de Juliana Linhares, acaba de ganhar videoclipe. A canção é uma parceria com seu irmão, Rafael Barbosa, e o clipe nasce dirigido pela própria artista, com fotografia de Elisa Mendes, com  um balé ao seu redor “frevando, friviando, fervilhando” num palco de teatro e na rua, de uma forma simples e direta, mas quente.

Siamese | Telas
Apresentando uma energia mais romântica e reflexiva desta que é uma multiartista não binária e que não cansa de se transformar, Siamese divulga videoclipe para “Telas”. Escrita no período de isolamento social, a música tem como matéria as novas relações vivenciadas, principalmente pelo contexto pandêmico, por meio das telas de celulares, computadores e aparelhos de telecomunicação.

Ciro Belluci | Recanto
O multiartista mineiro Ciro Belluci lança seu álbum de estreia com doze faixas, sendo onze releituras de clássicos da música brasileira e uma canção inédita. Aos 22 anos, o compositor, membro do grupo de teatro Ponto de Partida, inicia sua carreira solo assinando a produção e direção musical do discoAs participações especiais no repertório são um ponto marcante do disco: Zé Ibarra, da banda Bala Desejo, divide os vocais com Ciro na faixa Beijo Partido, também com Vanessa Moreno na faixa Baião de Quatro Toques, e com Nailor Proveta e Paulo Paulelli no saxofone e baixo acústico em Choro pro Zé.

LAIALEX | DELIRIA
O compacto contém seis faixas que reúnem sonoridades que vão do indie eletrônico ao pop de balada e traz como convidadas artistas como Tôrta, Clara e Eva Treva, cantoras conhecidas na comunidade LGTBQIA+, em São Paulo. O EP é definido por LAIALEX, artista queer e não-binário, como um retrato de tornar-se um adulto LGBTQIA+.

Davi Bandeira | Eu Vou Chorar Dançando
Após alcançar primeiro lugar no Itunes e ter sua música na trilha do The Voice Kids, o artista divulga seu mais novo lançamento. A faixa autoral tem como inspiração o fim do seu relacionamento de 7 anos — durante a pandemia. A letra fala sobre o momento em que se percebe que de fato a relação chegou ao fim e que a pessoa quer curtir e respeitar seu momento e ela escolhe fazer isso dançando.

#cinema

V Mostra Cine Diversidade 2022
Canal do ColetivADELAS
13 a 19 de junho
Grátis e online
Na quinta edição de mostra de curtas-metragens independentes brasileiros, a Mostra apresenta 15 filmes produzidos em território nacional e com baixo orçamento sobre diversidade de gênero e sexualidade. Dividida em três categorias: Reflexos do Feminino, Ser Trans e Cine Sexualidade, a Mostra é feita por muitas mãos, fruto de parceria com coletivos e personalidades como o Zona de Cinema, co.liga e Canal Futura. Cada categoria terá três premiações, de acordo com os tipos de votos: júri coletivA DELAS, júri co.liga futura e júri voto popular. Todos os filmes exibidos na 5ª edição da Cine Diversidade estarão concorrendo a uma premiação exclusiva. A decisão se dá a partir de voto popular, através dos likes no Youtube, de júri técnico da ColetivA DELAS e da co.liga/Canal Futura.

Cinematographo | O pagador de promessas
MIS – Museu da Imagem e do Som de SP
Domingo, 19, 15h
R$ 20 e R$ 10 (meia)
Inspirado na atmosfera das primeiras sessões de cinema, o Cinematographo é um programa do MIS que convida a cada edição uma banda ou músicos para realizar a sonorização ao vivo de um filme. Em junho, o Cinematographo apresenta uma edição especial em comemoração ao dia do cinema brasileiro. Sessenta anos após ser lançado e premiado com a Palma de Ouro do Festival de Cannes em 1962, o filme “O pagador de promessas”, dirigido por Anselmo Duarte, ganha uma sessão especial no MIS com trilha sonora ao vivo criada e executada pelos artistas Priscila Hilario, Thiago Righi e Eduardo Contrera.

Saúde tem Cura
O novo documentário em longa-metragem do cineasta Silvio Tendler sobre o Sistema Único de Saúde do Brasil (SUS), está disponível no canal da Caliban no YouTube. A produção conta com narração das atrizes Beth Goulart e Dira Paes e do ator Luiz Carlos Vasconcellos. Produzido com apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o documentário conta com entrevistas de usuários, profissionais da área da Saúde e representantes da sociedade civil. Uma volta ao tempo para entender o que era o Brasil antes do SUS, quando o acesso à saúde tinha um viés elitista, baseado em privilégios. “Saúde tem Cura” retrata o passado e o presente, com diversos olhares para o futuro.

#visuais

Acolhidos: o percurso da Venezuela à integração no Brasil
Torre Matarazzo (Av. Paulista 1230)
Até 26 de junho
Segunda à sexta-feira (8h às 20h). Sábados, Domingos e Feriados (10h às 20h)
Grátis
Depois de passar pelo Centro Cultural Banco do Brasil em Brasília, em 2021, a exposição fotográfica chega à capital paulista para destacar a trajetória de refugiados e migrantes venezuelanos rumo à integração econômica e social no Brasil, a partir de histórias reais de pessoas que atravessaram a fronteira em Roraima nos últimos anos, em busca de oportunidades para reconstruírem suas vidas em um novo país. Quem assina o acervo é o fotógrafo italiano Antonello Veneri, que reside no Brasil há doze anos. Para este trabalho, ele cruzou a fronteira com a Venezuela e registrou o trajeto de diversas famílias, desde que chegaram nas cidades de Boa Vista e Pacaraima, em Roraima, passando por outras localidades, como Brasília, no Distrito Federal, Concórdia e Seara, no Oeste catarinense, cidades que receberam grupos de refugiados para atuarem no mercado de trabalho junto à iniciativa privada, e então a conquista de sua autonomia definitiva.

Exposição Acolhidos | Divulgação/AVSIBrasil

#cênicas

Manifesto Transpofágico
Centro Cultural São Paulo
Entre 15 e 19 de junho de 2022
Grátis
A atriz, diretora, dramaturga e ativista Renata Carvalho apresenta o espetáculo e oferece uma oficina gratuita para corpos dissidentes nos dias 14, 15 e 16 de junho, das 14h às 17h, com inscrições pelo e-mail ​​contato@cororastreado.com. Renata leva ao espaço ainda exemplares à venda do livro com a dramaturgia do espetáculo Manifesto Transpofágico. Neste manifesto, Renata convida, em cena, o público a olhar o seu corpo travesti, incansavelmente, e apresenta a historicidade dele.

Manifesto Transpofágico, de Renata de Cervalho | Foto Danilo Galvão

O Bebê de Tarlatana Rosa
Sesc Pinheiros
16 a 25 de junho | 16, às 19h, e demais dias, às 20h30
R$30 (inteira), R$15 (meia-entrada) e R$9 (credencial plena) 
A Coletiva Rainha Kong faz temporada do espetáculo livremente inspirado no conto homônimo de João do Rio (1881-1921). O trabalho amplia o universo social construído pelo autor para discutir questões de gênero ao mesclar elementos da vida dos artistas, todes LGBTs, à narrativa. A trama é ambientada no Rio de Janeiro do início do século 20, durante as noites de um Carnaval meio marginal. O grupo estava em busca de uma obra brasileira que pudesse ser explorada a partir de uma perspectiva queer, e o conto cumpriu esse requisito com maestria.

Em Algum Lugar Entre as Estrelas
Espaço ao Cubo SP
Até 28 de julho de 2022, quartas e quintas-feiras, às 20h30
R$60 (inteira) e R$ 30 (meia)
O espetáculo acompanha personagens vivendo situações em tempos e espaços distintos, e dá ênfase ao amadurecimento de um personagem gay (Leonardo, interpretado por Juliano Marceano), que deseja viver uma história de amor. Abordando o descobrimento da sexualidade, a autoaceitação e as questões que permeiam os relacionamentos homoafetivos, o musical é uma opção na agenda de comemorações do mês de junho, quando é celebrado o Orgulho LGBTQIAP+, trazendo o tema de maneira leve, emocionante e otimista.

Musical “Em Algum Lugar Entre as Estrelas” destaca jornada de personagem gay nos anos 1990

Boy
Casa Fluida
segundas e terças feiras, às 19h30
Ingressos gratuitos distribuídos 1h antes do início do espetáculo
Com dramaturgia de Rogério Corrêa, direção de Isaac Bernat e interpretação de Gil Hernández, Boy estreia no novo bar em São Paulo dedicado à cultura drag queen e amigável para a comunidade LGBTQIA+. O espetáculo nasceu da peça “De Bar em Bar”, escrita pelo próprio Rogério Corrêa, que reúne os monólogos de quatro personagens que viveram no governo do ex-presidente Fernando Collor de Mello (1990-1992), quando, além da grande crise econômica e política, o país enfrentava o auge da epidemia de HIV/AIDS.

#literatura

As Coisas, de Tobias Carvalho
Sensível e implacável por trás de uma escrita limpa e simples, As coisas traz uma costura de vivências humanas sob a ótica de um jovem homossexual. O personagem constante dessas histórias trabalha, viaja, estuda, cruza ruas de metrópoles agitadas, passa horas em aplicativos de encontros sexuais. Não há maquiagens para a solidão, nem disfarce para o sexo. Ele sente, ele quer, ele ganha e perde, transformando-se de história em história e construindo um arco narrativo que alicerça todo o livro.

Mais Uma Casa de Bonecas, de Maria Lucas
Maria Lucas é carioca da Rocinha, tem 35 anos, e é uma das únicas escritoras trans em atividade no Rio de Janeiro, além de ser a única pessoa trans ganhadora do prêmio de ensaios do Instituto Moreira Salles com o texto “Próteses de Proteção”, publicado na Revista Serrote em 2020. Em seu segundo livro, ela usa a sua escrita para denunciar e falar sobre as violências que vive enquanto mulher trans no sistema cis.

#gastronomia

By Koji
O dia 18 de junho marca oficialmente o aniversário da Imigração Japonesa no Brasil. Em homenagem à comunidade nipônica, o restaurante By Koji apresenta uma seleção de sushis especiais que recebem um complemento inédito na casa: Wasabi Fresco importado do Japão. O combinado fica disponível do dia 18 a 25 de junho, tanto no salão como no delivery. Diferente da popular bolinha verde servida usualmente, o Wasabi Fresco é uma raiz forte e ralado na hora – um ingrediente natural, orgânico e que não passa por nenhum tipo de industrialização. Criado pelo chef Koji Yokomizo, o Combinado da Imigração Japonesa (R$ 240) oferece os seguintes pescados nos sushis: Vieira, Carapau, Robalo, Pargo, Uni, Akami (Atum), bluefin, Olho de Boi (Buri) e 6 peças de Tekamaki de Toro – corte do Atum macio, amanteigado e que chega a derreter na boca.

Trilha Cervejaria
Nem só de pratos quentes vive o inverno. Também é possível espantar o frio com uma boa bebida, inclusive cervejas. Tradicionalmente lembradas para um brinde bem refrescante em momentos de calor, elas também podem ser ótimas aliadas para se aquecer, basta saber em quais estilos apostar. A Trilha tem quatro ótimas opções vivas e saborosas já disponíveis para os dias gelados: Lilith Barrel Aged, Dark Sour com amoras e groselha criada pelas mulheres da cervejaria; Dubbel, Belgium Dubbel de 8% ABV que faz jus à receita criada na Bélgica; e Pão de Mel, uma das receitas mais queridinhas da Trilha, pastry stout com 11,6% ABV que leva mel, chocolate e especiarias na receita.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness