Arte

Canto SP: casa de 1950 abre unindo gastronomia, arte e bons drinks em charmosa área verde

15 • 06 • 2022 às 09:14
Atualizada em 15 • 06 • 2022 às 09:49
Gabriela Rassy
Gabriela Rassy   Redatora Jornalista enraizada na cultura, caçadora de tendências, arte e conexões no Brasil e no mundo. Especializada em jornalismo cultural, já passou pela Revista Bravo! e pelo Itaú Cultural até chegar ao Catraca Livre, onde foi responsável pelo conteúdo em agenda cultural de mais de 8 capitais brasileiras por 6 anos. Roteirizou vídeo cases para Rock In Rio Academy, HSM e Quero Passagem, neste último atuando ainda como produtora e apresentadora em guias turísticos. Há quase 3 anos dá luz às tendências e narrativas culturais feministas e rompedoras de fronteiras no Hypeness. Trabalha em formatos multimídia fazendo cobertura de festivais, como SXSW, Parada do Orgulho LGBT de SP, Rock In Rio e LoollaPalooza, além de produzir roteiros, reportagens e vídeos.

Sabe aquela sensação de estar fora de São Paulo mesmo no meio da cidade? A dica cultural de hoje é o Canto, novo espaço multidisciplinar paulistano, que nasce nessa energia. Um quintal charmoso, envolto em uma área verde preservada, cheia de árvores frutíferas, onde a arte divide espaço com a gastronomia, onde florescem os encontros e olhares para o mundo.

Em um ponto onde a acelerada Avenida Doutor Arnaldo se apazigua e se transforma quase em vila, o Canto abre suas portas. A fachada de tijolos da ampla casa da década de 1950 abriga este novo espaço cultural que nasce da busca por ambientes ao ar livre e multifuncionais.

Canto SP

Canto SP: casa de 1950 abre unindo gastronomia, arte e bons drinks em charmosa área verde

 

Pensado pelos sócios Rute Correa, Luiz Guilherme Ferreira e Vinicius Goy, o Canto combina restaurante, bar, café e uma sala de arte contemporânea. O espaço expositivo, por onde devem circular mostras que valorizem olhares e novos artistas independentes, está pensado para ter suas paredes ocupadas, mas também para acolher instalações, esculturas e performances.

A exposição databasa (assim mesmo, em caixa baixa), abre os trabalhos unindo obras de artistas da BASA, rede remota de estudos, mentoria e articulação organizada pelo curador Lucas Velloso Pexão em 2020. Mais de 50 obras de 28 artistas em diferentes mídias se conectam de diferentes formas entre si e com o ambiente. Ao invés de inaugurar com um programa curatorial definido, a Sala de Arte do Canto inicia suas atividades como espaço em construção.

—Inhotim recebe Museu de Arte Negra em 4 atos inéditos

Perfeito para quem ama um programa diurno que se estende até as primeiras horas da madrugada, o Canto inaugura com um bar completo, mas com destaque para produtos de pequenas empresas nacionais. A dica é provar os drinks feitos com frutas do próprio quintal e que mudam sazonalmente. Um deles é o Perverso, fresco com toque herbal, feito com jaboticaba colhida no jardim, manjericão, gin e tônica. Para quem estiver no humor sem álcool, uma das opções é o Flerte, versão virgem do Perverso.

Outro destaque é o Laranjeira, que mistura gin tônica com laranja da terra, também do pomar da casa. Mas vale provar ainda o negroni feito com vermute e bitter da APTK, vinhos da Ventura ou a cerveja Turiaçu da cervejaria Catimba.

Das mãos da sócia, produtora e cozinheira Rute Correa, saem petiscos e lanches perfeitos para companhar a carta de bebidas. Para beliscar, dadinhos de tapioca, pastéis, mandioca super sequinha, além do já conhecido “Fuga das Galinhas”, com tiras de frango sequinhas empanadas com toque de gergelim, e do surpreendente smash burguer. Para esquentar as noites frias, caldinho de feijão, mandioca e ervilha, além das opções veganas, como o bolinho de grão de bico, ceviche de banana da terra e a versão vegana do hambúrguer da casa.

—Shojin ryori: culinária dos monges budistas japoneses inspira restaurantes contemporâneos

Rute comandará, em breve, o restaurante com menu tipicamente brasileiro que deve ficar aberto para almoço ao longo da semana, servindo pratos como a feijoada (servida também em versão vegana), entre outras delícias. Outra boa pedida é aparecer para o brunch regado à muita mimosa e avocado toast para domingos preguiçosos e sem pressa.

Ainda está nos planos próximos a abertura do Rimini. Especializado em cafés especiais e lanchinhos saborosos, o espaço deve abrir as portas no no jardim do Canto para aquele café matinal rápido a caminho do trabalho ou para estender a tarde com uma xícara de chá e um pão de queijo acompanhando o pôr-do-sol.

O Canto é ainda a sede do projeto O Amor Agradece, também comandado por Rute, que arrecada, produz e distribui alimentos saudáveis e cheios de carinho, além de roupas e cobertores para pessoas em situação de vulnerabilidade. A organização conecta quem tem fome com quem quer cozinhar, atuando pela garantia da alimentação para todos desde 2018. É possível fazer parte do movimento através de ajuda física ou de doações.

Canto SP
Avenida Doutor Arnaldo, 1638
Soft opening: sextas das 18h à 1h e sábados das 17h à 1h
Entrada gratuita

—19 boas opções de pratos veganos, vegetarianos e plant based por delivey

Publicidade

Canais Especiais Hypeness