Debate

Edi Rock, dos Racionais MCs, acusado de abuso sexual por doula Juliana Thaisa; rapper nega

22 • 06 • 2022 às 12:27
Atualizada em 23 • 06 • 2022 às 11:14
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

O rapper Edi Rock, membro dos Racionais MCs, está sendo acusado de estupro pela influenciadora e doula Juliana Thaísa. A mulher afirma que o cantor tentou abusar sexualmente dela dentro de sua própria casa. Ela revelou, em Stories no Instagram, evidências de que foi vítima de violência e mostra que Edi Rock esteve em sua residência.

O caso foi levado à Justiça de São Paulo, que arquivou o processo. Juliana afirma que sequer foi ouvida antes do arquivamento. O incidente ocorreu no ano passado.

Rapper é acusado de estupro; ele nega

A acusação contra Edi Rock 

“Tem um pouco mais de 1 ano que fui violentada, e na época eu não expus pra preservar a minha filha, fiquei com MEDO. E há pouco tempo decidi expor tudo, tanto as violências do núcleo familiar, como a violência do cantor de rap”, disse Juliana nos Stories

Ela seguiu, “Eu tô cansada de conversar com jornalista, de buscar ajuda na mídia, de verbalizar inúmeras vezes todo ocorrido e reviver as minhas dores, inclusive em dias seguidos e às vezes mais de uma vez por dia. Pra no final ouvir ‘a direção não autorizou a denúncia porque o inquérito foi arquivado’”, concluiu.

Segundo o relato, Edi Rock visitou Juliana e tentou abusar sexualmente dela no banheiro da casa da doula. Ela revela que não gritou para não acordar sua filha, que dormia na hora.

Juliana exibiu documentos do processo e conversas em acusação de estupro contra Edi Rock

“A justiça sabe que acontece clandestinamente, e mesmo assim, arquivou o inquérito sem que eu fosse ouvida. Porque todas as provas não foram o suficiente. Queria o quê? Que eu filmasse ele tentando me levar a força pro banheiro e tirar a minha roupa. Que momento eu ia conseguir fazer isso? Que ÓDIO”, desabafou a doula, que disse temer por sua vida.

“Se acontecer alguma coisa comigo, investiguem o Edi Rock. Existe um drive com todas as provas que não foram o suficiente para o Ministério Público. As pessoas certas já tem acesso, caso aconteça alguma coisa comigo”, alertou.

Nos stories, Juliana mostrou vídeos de câmeras de segurança, boletins de ocorrência, presença de policiais e sessões de terapia relacionadas ao incidente. Ela também mostrou o documento da Justiça que mostra o arquivamento do inquérito e do processo.

Edi Rock deu declaração curta nas redes sociais

O rapper do Racionais MCs se pronunciou por meio do Twitter e do Instagram e negou as acusações. Edi Rock afirmou que a narrativa é “ilegítima”. Ele ainda não se manifestou sobre as acusações e evidências apresentadas por Juliana Thaisa.

“Salveee família! Sobre as acusações contra mim nas redes, já foi comprovado pela justiça que é MENTIRA! Os fatos expostos tornaram a narrativa apresentada ilegítima e caluniosa. Meus advogados cientes, tomaram as medidas cabíveis. Atenciosamente: Edivaldo Pereira Alves”, escreveu.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness