Inspiração

Filho descobre que trabalhava junto com mãe biológica que procurava há 20 anos

29 • 06 • 2022 às 10:12
Atualizada em 08 • 07 • 2022 às 10:23
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O jovem Benjamin Hulleberg, de 20 anos, passou toda sua vida procurando por sua mãe biológica, para descobrir que ela não só estava perto, como eles já se conheciam, e trabalhavam no mesmo hospital.

Morador do estado de Utah, nos EUA, Benjamin foi adotado quando ainda era um recém-nascido e, como seus pais contaram a verdade desde sempre, ele sempre quis conhecer sua mãe de sangue, em uma busca incentivada por seus pais.

Holly Shearer e seu filho biológico

Holly Shearer no reencontro com Benjamin Hulleberg, o filho biológico que ofereceu para adoção 

-Pessoas adotadas contam o que realmente aconteceu quando conheceram seus pais biológicos

Após muitos anos de buscas e pesquisas, foi sua mãe biológica quem o encontrou: Holly Shearer engravidou adolescente e, após oferecer o bebê à adoção, afirmou que jamais esqueceu criança.

Ela chegou a encontrar o jovem Benjamin através do Facebook, mas não teve coragem de mandar uma mensagem até seu aniversário de 20 anos. Os dois trocaram mensagens, e enfim combinaram de se encontrar para um café.

Holly com o pequeno bebê: ela teve o filho ainda adolescente, e não tinha como cuidar

Holly com o pequeno bebê: ela teve o filho ainda adolescente, e não tinha como cuidar

-A história dos gêmeos fotógrafos que se reencontraram 23 anos depois graças a uma foto

Foi nesse primeiro encontro, ocorrido em um restaurante, que descobriram que ambos trabalhavam no St. Mark’s Hospital, na cidade de Salt Lake City, capital do estado de Utah. Segundo os relatos, Benjamin trabalha como voluntário no hospital, e Holly como assistente da equipe médica.

Na mesma conversa, ele descobriu que tinha um irmão e uma irmã por parte de sua mãe biológica, com quem já havia estado na mesma sala diversas vezes no local.

A mensagem de aniversário, que iniciou o reencontro: "Olá! De onde te conheço?", pergunta o jovem

A mensagem de aniversário que fez o reencontro: “Olá! De onde te conheço?”, pergunta o jovem

-Primos que se davam por mortos se reencontram 75 anos após holocausto

“Este é um dia que eu esperava nos últimos 20 anos da minha vida. Ver que finalmente estava acontecendo era incrível. Foi muito para assimilar”, afirmou Benjamin.

“Conhecer minha família biológica, conhecer meus meios-irmãos e conhecer minha mãe biológica, foi muito curativo para mim. Havia um pequeno buraco em mim que eu não conhecia e encontrá-los realmente preenchia isso. Eu me sinto muito completo, me sinto muito completo. Sinto que finalmente estou pronto para continuar na minha vida”, concluiu.

O reencontro com toda família em Salt Lake City, no estado de Utah

O reencontro com toda família em Salt Lake City, no estado de Utah

Publicidade

© fotos: HCA Healthcare’s St. Mark’s Hospital/divulgação


Canais Especiais Hypeness