Ciência

Filhote de arara-azul-grande, até pouco tempo ameaçada de extinção, nasce no zoo de BH

01 • 06 • 2022 às 10:11 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O Zoológico de Belo Horizonte confirmou que uma arara-azul-grande, espécie considerada até há pouco como ameaçada de extinção, nasceu em março. O novo filhote é o segundo da espécie nascido no local, e permanece no ninho da família, recebendo atenção dos pais e alimentação especial, com uma papinha que mistura ração e frutas. O pássaro Anodorhynchus hyacinthinus é classificado como vulnerável, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

A mais nova arara-azul-grande mineira nasceu no zoológico no dia 29 de março

A mais nova arara-azul-grande mineira nasceu no zoológico no dia 29 de março

-Bióloga que em 30 anos livrou Arara Azul da extinção concorre a prêmio

Assim, o novo integrante do parque belo-horizontino está sendo cuidadosamente acompanhado pela equipe técnica do Zoológico. Segundo os técnicos do parque mineiro, a ave veio à luz saudável e permanecerá sob os cuidados dos pais até conquistar independência: nascida no dia 29 de março, ainda não é possível determinar seu sexo. O primeiro filhote de arara-azul-grande do zoológico mineiro nasceu em 2019 e é uma fêmea.

A expectativa é de que o animal permaneça por cerca de 10 meses sob os cuidados dos pais

A expectativa é de que o animal permaneça por cerca de 10 meses sob os cuidados dos pais

-Ararinhas-azuis ameaçadas pela construção de parque eólico na Bahia

Os dois animais são filhos de um casal de 19 anos que vive no local: o pai veio do IBAMA de Minas Gerais, e a fêmea, de um criadouro do Maranhão, em espécie que mantêm relações monogâmicas. Até 2014, a arara-azul-grande era considerada ameaçada de extinção, mas o trabalho de organizações ambientais elevou o número de animais preservados e na natureza, reposicionou o animal como vulnerável.

Segundo os técnicos, ainda não era possível determinar o sexo do filhote

Segundo os técnicos, ainda não era possível determinar o sexo do filhote

-Ambientalistas denunciam maus-tratos contra girafas compradas por zoo do RJ; três morreram

Segundo informações oficiais, o Zoológico de Belo Horizonte realiza um dedicado trabalho de conservação das espécies, acolhendo, tratando e reabilitando os animais. Uma equipe de biólogos, veterinários, tratadores e zootecnistas acompanham cada animal acolhido ou nascido, em recintos adaptados ao necessário conforto e bem-estar de cada espécie. Ao todo, seis araras-azuis-grandes vivem no local.

Uma arara-azul-grande adulta retratada no Pantanal

Uma arara-azul-grande adulta retratada no Pantanal

Publicidade

© fotos 1, 2, 3: Divulgação/ Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica

© foto 4: Wikimedia Commons


Canais Especiais Hypeness