Ciência

Fóssil do maior dinossauro predador da Europa é descoberto no Reino Unido

15 • 06 • 2022 às 14:33
Atualizada em 20 • 06 • 2022 às 19:41
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Jornalista, escritor e músico, Vitor Paiva é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade.

O fóssil do maior dinossauro já catalogado na Europa foi encontrado recentemente na Ilha de Wight, no Reino Unido. A ossada do espinossaurídeo inclui vértebras pélvicas e caudais e foi descoberta na região sudeste da ilha, localizada na costa sul da Inglaterra: o estudo documentando os detalhes sobre o animal, que media mais de 10 metros de comprimento e que viveu há cerca de 125 milhões de anos, foi publicado no dia 9 de junho, na revista científica Peer-Life Environment.

espinossaurídeo

Representação artística de um espinossaurídeo semelhante ao encontrado no Reino Unido

-Argentina pode ter sido casa do maior animal terrestre da história

O dinossauro era uma espécie de predador bípede que possuía uma cabeça similar a de um crocodilo atual, e foi apelidado de “espinossaurídeo da rocha branca” por conta da camada geológica onde foi encontrado – e que também determinou sua provável idade. A descoberta se deu em uma formação geológica chamada “Formação Vectis”, em que os extratos foram formados há quase 125 milhões de anos.

-Dinossauro é encontrado dentro do estômago de crocodilo que viveu há 145 milhões de anos

“É provável que seja o material de espinossauro mais jovem já conhecido no Reino Unido”, afirmou Neil Gostling, um dos autores do estudo, conduzido por paleontólogos da Universidade de Southampton, na Inglaterra. “Este era um animal enorme, com mais de 10 metros de comprimento e, a julgar por algumas das dimensões, provavelmente representa o maior dinossauro predador já encontrado na Europa”, afirmou, em nota, o estudante de doutorado Chris Barker, que liderou a pesquisa.

Os fósseis foram encontrados na região sudeste da Ilha de Wight, na Inglaterra

Os fósseis foram encontrados na região sudeste da Ilha de Wight, na Inglaterra

Os fósseis foram encontrados na “Formação Vectis”, onde os extratos possuem 125 milhões de anos

Os fósseis foram encontrados na “Formação Vectis”, onde os extratos possuem 125 milhões de anos

-Dente gigante do maior tubarão que já existiu é achado acidentalmente por garoto em praia

Além do longo rabo vertebrado, foi encontrado também um largo osso da pelve do animal, contendo perfurações em formato de túneis do tamanho de um dedo indicador. Para o paleontólogo Jeremy Lockwood, também autor do estudo, que é aluno de doutorado da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, e do Museu de História Natural, os buracos são indicadores que o corpo do animal teria sido atacado por larvas comedoras de ossos de uma espécie de besouro necrófago. “É interessante pensar que esse assassino gigante acabou se tornando uma refeição para um monte de insetos”, comentou.

Ossada remontada de um espinossaurídeo em museus

Ossada remontada de um espinossaurídeo em museus

Publicidade

© fotos 1, 5: Wikimedia Commons

© foto 2: Chris Barker/Dan Folkes/reprodução

© fotos 3, 4: Jeremy Lockwood/reprodução


Canais Especiais Hypeness