Debate

Maitê Proença diz preferir que namorada Adriana Calcanhotto ‘fosse homem’, mas que ‘gosta dela e aceita isso’

27 • 06 • 2022 às 17:12 Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Em entrevista à revista JP, a atriz Maitê Proença fez declarações controversas sobre seu relacionamento com Adriana Calcanhotto e sobre a ex-Secretária Especial de Cultura de Jair Bolsonaro, Regina Duarte.

A global, que recentemente, assumiu publicamente seu relacionamento com uma mulher – e, portanto, faz parte da comunidade LGBTQIA+ – disse que queria que sua namorada, a cantora Adriana Calcanhotto, fosse um homem. Sério.

Maitê Proença e Adriana Calcanhotto estão juntas desde o ano passado

“Eu queria que ela [Adriana] fosse homem. Para essa atividade sempre gostei mais de homem. Mas ela é mulher, gosto dela e aceito isso. Sei que as feministas e os LGBTs não vão gostar do que acabei de dizer, mas, honestamente, é assim, entendeu? Posso experimentar algo diferente para estar com ela”, contou Maitê à revista JP.

Em março deste ano, ao comentar publicamente o relacionamento, ela havia dito que vivia uma vida sexual “mais livre”. “Agora é bem mais legal, sim. Antigamente, eu estava lá investigando, experimentando um pouco aqui e ali. Precisei fazer muitas experiências para chegar a um lugar mais livre e relaxado. Depois de uma determinada fase da vida, você tem de ficar com pessoas com quem consiga conversar, para não ter de traduzir para o outro tudo o que percebe do mundo”, afirmou Maitê em entrevista para a Veja.

Ela também comentou a controvérsia envolvendo Regina Duarte, ex-Secretária Especial de Cultura de Jair Bolsonaro. Segundo Maitê, ela não consegue compreender por que a ‘namoradinha do Brasil’ se envolveu com as ideias de extrema-direita. Contudo, ela suavizou a postura da ex-Globo, afirmando que ela não é uma “pessoa perversa”

“Fui muito criticada por defender a Regina. Continuo sem entendê-la porque esse governo se mostrou tão equivocado, tão contrário à nossa classe… Mas não vou patrulhar uma colega que convivi por 30 anos e sei que não é uma pessoa perversa. Achei horrível fazerem isso, sabe? O pensamento da Regina sempre foi diferente do meu mas ela está intitulada a pensar o que bem entender”, afirmou na entrevista exclusiva.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram/@eumaiteproença


Canais Especiais Hypeness