Inovação

Surfista alemão pega maior onda da história no mar de Nazaré e tem feito reconhecido pelo Guinness

01 • 06 • 2022 às 10:10
Atualizada em 01 • 06 • 2022 às 10:43
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O alemão Sebastian Steudtner escreveu seu nome no Livro dos Recordes ao pegar a maior onda já surfada em todos os tempos, estimada oficialmente em 26,21 metros de altura.

O feito foi realizado em outubro de 2020 na cidade portuguesa de Nazaré, a 99 km ao norte de Lisboa, onde costumam ocorrer as maiores ondas do planeta, e reconhecido pelo Guinness e pela Liga Mundial de Surf no último dia 24 de maio: o recorde anterior pertencia ao surfista paulista Rodrigo Koxa, que desceu, no mesmo local, uma onda de 24,38 metros, em 2017.

Steudtner no início da maior onda já surfada, em outubro de 2020

Steudtner no início da maior onda já surfada, em outubro de 2020

-Ícone do surf mundial, Mick Fanning pega ondas geladas da Noruega durante aurora boreal

Foi o brasileiro Alemão de Maresias quem pilotou o jetski que puxou Steudtner até a onda recordista no dia 29 de outubro de 2020.

Essa é a terceira vez que Nazaré é palco da maior onda já surfada no mundo: antes do alemão e de Koxa, o recorde pertencia ao estadunidense Garrett McNamara que, em 2011, completou uma onda de 24 metros de altura na praia portuguesa.

-Ele superou Medina e se tornou primeiro nordestino campeão mundial de surfe

No feminino, o recorde segue pertencendo à brasileira Maya Gabeira, que pegou uma onda de 22,4 metros em 2020, superando seu próprio recorde anterior de 20,72 metros, estabelecido em 2018. As duas ondas gigantes também foram surfadas por Gabeira em Nazaré – e a maior delas pode ser vista no vídeo abaixo.

-Documentário retrata o dia em que uma mulher surfou pela primeira vez no Irã

Assim, não é por acaso que a cidade portuguesa seja o destino de todos os surfistas de ondas gigantes durante o inverno europeu, quando esses imensos paredões de água “brotam” dos oceanos por lá.

A principal explicação para as ondas gigantes de Nazaré se encontra no fundo do mar: um cânion submerso, fenda tectônica conhecido como “Canhão de Nazaré”, faz com que as ondas viajem com maior velocidade pela falha, chegando à Praia do Norte com uma quantidade maior de energia e de água.

O alemão desceu os 26,21 metros de altura da onda para completar seu recorde

O alemão desceu os 26,21 metros de altura da onda para completar seu recorde

-Tsunami no Alasca é efeito de mudança climática e pode ameaçar o Ártico e o planeta

O grave acidente vivido por Maya Gabeira também aconteceu na mesma praia em Portugal, em 2013. Curiosamente, não foi lá que o brasileiro Carlos Burle bateu o recorde de onda gigante já surfada até então em 2001, mas sim em Mavericks, na Califórnia, onde desceu um paredão de 22 metros.

A Praia do Norte, em Nazaré, cenário das maiores ondas surfadas em todos os tempos

A Praia do Norte, em Nazaré, cenário das maiores ondas surfadas em todos os tempos

-Imagens que captam o início do surfe nos mergulham em nostalgia e no desejo de surfar

A confirmação do recorde estabelecido pelo alemão trouxe decepção para os surfistas brasileiros Lucas Chumbo e Vinicius dos Santos, que aguardavam avaliação sobre ondas que surfaram em 2021 estimadas em aproximadamente 30 metros.

São diversos os critérios avaliados pela Liga Mundial de Surfe e pelo Livros dos Recordes para homologar uma onda gigante, avaliados através de registros em foto e vídeo: a qualidade da filmagem, a angulação das câmeras, a clareza na medição da crista e da base da onda, a maneira com que a onda quebra e a linha completada pela surfista devem estar corretas e comprovadas pelas regras da Liga para que o recorde seja reconhecido.

O surfista alemão Sebastian Steudtner

O surfista e recordista alemão Sebastian Steudtner

-O fotógrafo Leroy Grannis clicou os primórdios da cultura do surf na Califórnia

Além de Chumbo, que teria descido uma onda de 29,67 metros em 2021, e de Vinicius dos Santos, que pegou uma onda estimada em 29,68 metros, no passado, McNamara e o brasileiro Carlos Burle também teriam surfado ondas de 30 metros em Nazaré, ambas em 2013, mas os feitos não foram homologados pela liga ou pelo Guinness.

Publicidade

© fotos 1, 2: Guinness/Youtube/reprodução

© foto 3: Wikimedia Commons

© foto 4: Instagram/reprodução


Canais Especiais Hypeness