Inovação

A história da invenção da caneta esferográfica, que revolucionou a escrita muito antes dos computadores

14 • 07 • 2022 às 09:54
Atualizada em 18 • 07 • 2022 às 10:54
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Antes de existir o computador, existia a caneta esferográfica, e sua invenção transformou a escrita e a comunicação humana como uma tecnologia verdadeiramente revolucionária. Essa história começa no final do século 19, com a primeira patente de uma caneta com uma esfera rolante na ponta registrada pelo inventor estadunidense John J. Loud em 1888, mas só se tornaria realmente popular e eficaz na década de 1930, pelas mãos do jornalista húngaro naturalizado argentino László József Bíró.

A esfera coberta de tinta na ponta da caneta que revolucionou a escrita e a comunicação humana

A esfera coberta de tinta na ponta da caneta que revolucionou a escrita e a comunicação humana

-Ancestralidade e pertencimento em caneta esferográfica na arte de Nicolas V. Sanchez

O modelo de Loud foi desenvolvido para ser uma caneta capaz de escrever em superfícies duras, e utilizava aço com a esfera na ponta. A aplicação, portanto, era limitada e distante da eficácia que a caneta esferográfica como conhecemos viria a trazer: a caneta de Loud não fez sucesso, e a patente original simplesmente expirou. Mais de 20 anos após a morte de Loud, o jornalista e editor László Bíró desenvolveu uma nova versão de uma caneta esferográfica, utilizando uma tinta diferente.

O inventor estadunidense John J. Loud, que patenteou o primeiro modelo esferográfico em 1888

O inventor estadunidense John J. Loud, que patenteou o primeiro modelo esferográfico em 1888

-Empresa cria caneta inovadora que nunca acaba

Mais leve, fina e portátil, a invenção foi chamada de Birome, e utilizava uma tinta de jornal, porém um pouco mais grossa, desenvolvida pelo irmão de László, György Bíró, que também havia fugido do nazismo na Europa para a Argentina ao lado do irmão. A esfera era molhada no cartucho interno da tinta e, assim, a Birome permitiu uma escrita fácil e macia sobre qualquer tipo de papel, e principalmente que secava rapidamente, resolvendo assim os problemas das velhas canetas tinteiras.

O jornalista húngaro naturalizado argentino László József Bíró inventou a caneta como conhecemos

O jornalista húngaro naturalizado argentino László Bíró inventou a caneta como conhecemos

-Caneta inovadora imprime em 3D usando raios ultravioletas

A caneta esferográfica tornou-se inicialmente um grande sucesso na Argentina, e ganhou o planeta após as empresas Eversharp Co. e Eberhard Faber Co. adquirirem o direito de venderem a Birome nos EUA e no resto do mundo. A invenção transformou por completo a escrita e mesmo a comunicação humana, facilitando a escrita de cartas, cartões postais, trabalhos e livros. Em 1945, o empresário francês Marcel Bich comprou a patente da caneta de Biró, para tornar a esferográfica o principal produto de sua empresa, a Bic.

À esquerda, a Birome, primeira esferográfica do mundo; à direita, um anúncio da caneta na Argentina

À esquerda, a Birome, primeira esferográfica do mundo; à direita, anúncio da caneta na Argentina

-Daisuke Inoue, o criador do karaokê que não patenteou sua invenção – e não se arrepende

Não é por acaso, portanto, que o Dia do Inventor é comemorado na Argentina em 29 de setembro, data de nascimento do inventor. László József Bíró faleceu em Buenos Aires em 1985, aos 86 anos de idade, mas sua invenção permanece atual, funcional e imortal, sendo utilizada em toda parte: estima-se que a Bic já tenha vendido mais de 100 bilhões de canetas esferográficas em todo o mundo.

Mais de 100 bilhões de esferográficas Bic já foram vendidas no mundo

Mais de 100 bilhões de esferográficas Bic já foram vendidas no mundo

Publicidade

Canais Especiais Hypeness