Criatividade

A surreal melancia ‘preta’ que movimenta milhares de dólares em leilões no Japão

05 • 07 • 2022 às 09:54
Atualizada em 08 • 07 • 2022 às 10:23
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

No Japão, uma melancia pode custar milhares de dólares. Não se trata, porém, de uma fruta qualquer, mas sim da melancia preta da marca Densuke, que por lá é vista e vendida como uma verdadeira joia valiosa: com sua cor singular e o sabor mais doce já sentido, segundo os produtores, sua colheita é celebrada com leilões anuais que, em 2008, alcançaram valor recorde, vendendo uma única fruta por 6,1 mil dólares, equivalentes a cerca de 32,3 mil reais.

A diferença da melancia "preta" para a fruta normal

A diferença da melancia “preta” Densuke para a fruta normal

-Pintura do século 17 mostra como a melancia mudou com o passar dos anos

O leilão acontece com toda pompa na ilha de Hokkaido, ao norte do país, para venda das frutas cultivadas à perfeição em Tōhma, uma pequena cidade ao noroeste de Sapporo. Apesar de ainda caro, o preço médio das melancias Densuke costuma ficar mais baixo, com unidades vendidas por cerca de 100 dólares: somente as primeiras e mais cuidadosamente produzidas colheitas são leiloadas por verdadeiras fortunas. Em 2011, outra melancia preta da marca foi arrematada por 5,9 mil reais.

A melancia Densuke é vendida em uma caixa especial, e leiloada em milhares de dólares

A melancia Densuke é vendida em uma caixa especial, e leiloada em milhares de dólares

-Jaca de mil reais vendida em mercado de rua em Londres viraliza nas redes

Apesar do nome, a melancia Densuke não é exatamente preta, possuindo, em verdade, uma casca verde profundamente escura e sem listras ou manchas, e um formato especialmente redondo e denso, alcançando pesos de cerca de 8kg. Apesar do impacto estético, é a parte de dentro da fruta que determina, ao fim, seu valor astronômico: além de não ter praticamente nenhuma semente, a carne da Densuke é especialmente vermelha, suculenta e principalmente doce.

Sua suculência, suas poucas sementes, e principalmente o sabor especialmente doce explicam o preço

Sua suculência, suas poucas sementes, e o sabor especialmente doce explicam o preço

-Carne de melancia parece ser última e controversa tendência

As melancias pretas milionárias japonesas são produzidas somente na ilha citada, mas agricultores estadunidenses resolveram o dilema de quem sonhava em provar uma das frutas mais saborosas do mundo, mas não gostaria de gastar o preço de um carro novo para isso. Ao norte da Califórnia, nos EUA, melancias pretas supostamente idênticas às japonesas no sabor e na aparência são vendidas por “somente” 18 dólares em média, equivalentes a cerca de 95 reais.

A fruta na realidade é verde escura, e o preço mais alto que já atingiu foi de 6,1 mil dólares, em 2018

A fruta na realidade é verde escura, e o preço mais alto que já atingiu foi de 6,1 mil dólares

-‘Bananapocalipse’: a banana como a conhecemos está caminhando para a extinção

Espantosamente, a melancia Densuke não é a fruta mais cara do mundo: também no Japão, um melão Yubari foi vendido, em 2019, por 5 milhões de ienes, equivalentes a cerca de 195 mil reais.

Um melão Yubari "normal" sendo vendido por 398 dólares

Um melão Yubari “normal” sendo vendido por 398 dólares – o mais caro saiu por 195 mil reais

Publicidade

© fotos 1, 3, 4, 5: Getty Images

© foto 2: Densuke/divulgação


Canais Especiais Hypeness