Debate

Angélica detalha assédio sofrido durante gravações de ‘Vou de Táxi’

13 • 07 • 2022 às 15:41
Atualizada em 13 • 07 • 2022 às 16:29
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

A apresentadora e cantora Angélica contou um pouco da história de assédio sexual que sofreu durante a produção de ‘Vou de Táxi’, hit de 1988 que a projetou nacionalmente como uma estrela.

Em entrevista ao podcast ‘Quem Pode, Pod’, apresentado por Giovanna Ewbank e Fernanda Paes Leme, Angélica revelou ter sido abusada por homens mais velhos durante uma sessão de fotos promocional para a música.

– Importunação sexual: jovem expulsa abusador de ônibus e reclama: ‘Ninguém me ajudou’

Angélica fez seu relato sobre experiência traumática de assédio quando ainda era menor de idade

O relato de Angélica 

De acordo com Angélica, vários homens mais velhos passaram a mão nela, que tinha apenas 15 anos de idade na época. Sem a presença de pessoas que falam português, já que o clipe foi gravado em Paris, Angélica, menor de idade, não conseguiu pedir ajuda e ficou refém dos abusadores.

“Vários homens de 19 e 20 anos ficaram passando mão em mim, enquanto eu fazia umas fotos, e eu [fiquei] parada, falando para as pessoas: ‘eles estão passando a mão em mim'”, disse ela, em entrevista ao podcast “Quem Pode, Pod”

“Eles [os agressores] eram franceses, não entendiam o que eu estava falando. Os fotógrafos também não eram brasileiros, e eu não sabia falar francês. Eu fiquei petrificada ali, vendida”, relembrou.

Angélica também comentou sobre como o assédio é, infelizmente, muito comum dentro da realidade do Brasil. “No ônibus acontece muito, as mulheres sofrem isso direto. Acho que a nossa função como mulheres, como influenciadores, o que for, é incentivar as pessoas a falarem porque a gente também tem as crianças aí. Elas têm que saber o que elas podem deixar, o que elas não podem”, afirmou.

– Jovem grava importunação sexual dentro de ônibus e expõe risco vivido por mulheres 

Confira o podcast com participação de Angélica na íntegra:

Leia também: Homem que filmou e sexualizou praticante de yoga é investigado por outro caso de assédio

Publicidade

Canais Especiais Hypeness