Ciência

Bezerro nasce com duas cabeças por causa de processo de má-formação

22 • 07 • 2022 às 15:09
Atualizada em 22 • 07 • 2022 às 15:09
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Em Macaúbas, cidade a sudoeste da Bahia, uma bezerra nasceu com duas cabeças por conta de uma má-formação na segunda-feira, 18 de julho.

O animal viveu somente por quatro dias, e morreu na quinta-feira, dia 21, conforme revelou o vigilante Elidan Oliveira Sousa, de 36 anos: nesse tempo, porém, o filhote intrigou e até assustou a família, que possui apenas um casal de gado.

O vigilante Elidan Oliveira Sousa ao lado da bezerra

O vigilante Elidan Oliveira Sousa ao lado da bezerra

-Cobra de duas cabeças celebra aniversário de 16 anos; caso surpreende

Caso raro 

O incomum caso aconteceu no povoado de Tapera do Peixe, na zona rural do município de Macaúbas. Segundo relato de Elidan, durante o período em que esteve viva, ele e sua filha mal conseguiram chegar perto da bezerra por conta da mãe protetora.

O vigilante revelou que tentou se aproximar para colocar o filhote para mamar, mas que a vaca não deixava ninguém encostar na recém-nascida.

O animal infelizmente viveu apenas 4 dias

O animal infelizmente viveu apenas 4 dias

-Cachorro que nasceu com um olho e duas línguas foi nomeado em homenagem a deus grego

Infelizmente não deu tempo do animal chegar a ser examinado por veterinários: Elidan ia levar a bezerra para ser atendida quando ela faleceu, na quinta-feira.

De acordo com especialistas ouvidos em reportagem do G1, é normal que animais com anomalias genéticas sejam paridos sem vida ou venham a óbito pouco tempos depois do nascimento. O bezerro nasceu com dois focinhos e três olhos: um no meio e um em cada cabeça.

-Baleia com 2 cabeças encontrada no México surpreende comunidade científica

É possível, segundo o biólogo Tiago Freitas explicou à reportagem, que a gestação fosse originalmente de gêmeos univitelinos que tenha se desenvolvido em má-formação.

“Algo fez que não houvesse a separação correta deles. Daí, temos fatores como a consanguinidade e a presença de substâncias tóxicas como fatores de uma mutação”, afirmou Freitas. “A mutação é algo natural, ela acontece, mas não sempre. É da natureza”, concluiu.

A bezerra tinha um olho entre as cabeças, e um cada formação

A bezerra tinha um olho entre as cabeças, e um cada formação

Publicidade

© fotos 1, 2: Arquivo pessoal/reprodução

© foto 3: Youtube/Anderson BLOG/reprodução


Canais Especiais Hypeness