Inspiração

Bobbi Gibb: primeira mulher a completar a Maratona de Boston se disfarçou e correu escondida

08 • 07 • 2022 às 14:50
Atualizada em 12 • 07 • 2022 às 10:00
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Para se tornar a primeira mulher a completar a Maratona de Boston, em 1966, a estadunidense Bobbi Gibb vestiu as roupas de seu irmão, se escondeu em arbustos próximos à largada, e esperou passar uma parte dos corredores para se misturar clandestinamente ao grupo, e correr.

Gibb participou um ano antes de Kathrine Switzer, que, em 1967, se tornou a primeira mulher a oficialmente correr a Maratona, com número e inscrição registrados, ainda que tenha disfarçado seu nome – e sido agredida durante a competição.

Bobbi Gibb em 1966, ano que fez história na Maratona de Boston

Bobbi Gibb em 1966, ano que fez história na Maratona de Boston, aos 24 anos

-Primeira mulher a completar oficialmente a Maratona de Boston corre novamente, 50 anos depois

Presença celebrada 

Antes de decidir participar escondida da corrida, Gibb tentou se inscrever e participar oficialmente, mas recebeu uma carta do diretor da competição, dizendo que as regras não permitiam, e que as mulheres não eram capazes de correr a maratona.

Segundo seu relato, durante a competição, aos poucos os outros participantes foram percebendo que ela era uma mulher: curiosamente, tanto os corredores quanto a plateia celebraram sua presença, e ela pode terminar a corrida sem o casaco que usava como disfarce, assumindo sua identidade.

Gibbs após cruzar a linha de chegada, já sem o disfarce, sendo aplaudida pelo público

Gibbs após cruzar a linha de chegada, já sem o disfarce, sendo aplaudida pelo público

-Mulher de 82 anos corre mais de 120 Km em 24 horas e bate recorde mundial

Bobby Gibb completou a Maratona de Boston em 3 horas, 21 minutos e 40 segundos, à frente de dois terços dos corredores homens.

Na chegada, o governador do estado do Massachusetts, John Volpe, a aguardava para lhe parabenizar, ainda que seu feito não tenha sido reconhecido. Vale lembrar que a atleta não tinha um treinador ou um treinamento adequado, nem mesmo tênis apropriados para a competição, já que os costumes da época diziam que mulheres não deveriam correr.

A corredora participando da maratona em 1967

A corredora participando da maratona em 1967, mesmo ano em que Switzer correu

-O fazendeiro de 61 anos que venceu uma ultramaratona com botas de borracha e virou herói

Maratona de Boston e as mulheres 

No ano em que Kathrine Switzer participou oficialmente da competição, Gibb também correu, ainda escondida, e concluiu a maratona quase uma hora à frente de sua colega.

Iniciada em 1897, a Maratona de Boston é a segunda prova moderna mais antiga do mundo, atrás somente da maratona dos Jogos Olímpicos de Atenas, em 1896, mas só reconheceu a participação feminina em 1972.

Antes, outra pioneira também fez história clandestinamente: Sara Mae Berman participou escondida e venceu a Maratona em 1969, 1970 e 1971, mas seus feitos só foram reconhecidos em 1996.

Gibbs ao centro, recebendo uma medalha junto de Sara Mae Berman, em 2012

Gibbs ao centro, recebendo uma medalha junto de Sara Mae Berman, em 2012

Bobbi Gibb sendo homenageada na maratona em 2016, quando seu feito completou 50 anos

Bobbi Gibb sendo homenageada na maratona em 2016, quando seu feito completou 50 anos

Publicidade

© foto 1: Flickr/CC

© fotos 2, 3, 4, 5: Getty Images


Canais Especiais Hypeness