Sustentabilidade

Copos descartáveis para café ganham alternativa sustentável feita com a própria borra

12 • 07 • 2022 às 09:54
Atualizada em 15 • 07 • 2022 às 10:43
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Os copos descartáveis ​​de café estão com os dias contados. Calma, não é para tanto, mas poderia ser. Todos sabemos que o plástico, apesar de prático, é um dos materiais mais prejudiciais para o planeta. No caso dos copinhos de café, assim como os canudos, já são proibidos em diversas regiões do mundo, mas agora os designers por trás do inovador Copo Kreis criaram uma forma sustentável de substituir esse poluente.

Copos descartáveis para café ganham alternativa sustentável feita com a própria borra

 

Os cerca de 250 bilhões de copinhos que usamos coletivamente a cada ano muitas vezes acabam em aterros sanitários e oceanos, contribuindo para a poluição, embora não sejam o único componente prejudicial de nossos hábitos matinais: os solos também produzem gases e danificam os solos quando descartados em grandes quantidades.

Já totalmente financiado no Kickstarter, o projeto focado em sustentabilidade combina borra de café com materiais vegetais, criando uma substância resistente moldada em um copo de café com tampa para viagem e uma xícara de café.

Os designs práticos e reciclados são laváveis ​​na máquina de lavar louça, têm paredes duplas para isolamento térmico e totalmente biodegradáveis. Ainda como vantagem adicional, eles ainda mantêm aquele cheiro de café exclusivo por conta da borra.

–Para combater uso de garrafas plásticas, Londres vai espalhar bebedouros pela cidade

A Copo Kreis – que se traduz em “copo circular” em referência ao processo de fazer parte de uma economia circular – parte da premissa de “dar uma segunda vida ao café” está atualmente em fase de produção.

“Assim como a maioria de vocês, tomamos café todas as manhãs e ficamos com um filtro de café sujo contendo restos de café molhados que precisam ser descartados. Assim como os copos de papel descartáveis, essa borra de café acabam em um aterro sanitário, onde leva meses para se decompor. Como experimento, começamos a acumular diariamente esse “resíduo” em nossa casa e chegamos a 4 quilos de borra de café em um mês. Não conseguíamos parar de pensar em todas as borras de café jogadas fora nas cafeterias e nos perguntamos: ‘E se esse lixo não for mesmo para ser lixo?'”, diz o site do projeto.

Cidade americana onde nasceu o Starbucks bane canudos. Multas chegam a R$ 1 mil

Publicidade

Canais Especiais Hypeness