Inspiração

Drauzio Varella anuncia fechamento de clínica para se debruçar no atendimento na cadeia

01 • 07 • 2022 às 10:06
Atualizada em 05 • 07 • 2022 às 10:16
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O médico e escritor Drauzio Varella anunciou recentemente o fechamento de sua clínica particular, para se dedicar ao importante trabalho voluntário de atendimento em cadeias, que realiza em São Paulo há mais de 30 anos, em anúncio divulgado pela página Ecoa, do UOL. O oncologista que conquistou o país a partir do sucesso de seus livros, programas e campanhas, como de prevenção contra o HIV e o uso de cigarro, tem no atendimento em presídios sua maior vocação.

Dr. Drauzio Varella, em vídeo do seu canal no Youtube, onde fala pra 3 milhões de inscritos

Dr. Drauzio Varella, em vídeo do seu canal no Youtube, onde fala pra 3 milhões de inscritos

-Drauzio Varella receberá prêmio da OMS por atuação na medicina

Segundo a reportagem, o fechamento de sua clínica permitirá ao médico se dedicar à comunicação e ao atendimento semanal que realiza no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém, na Zona Leste de São Paulo. No presídio, Drauzio atende 30 a 40 pessoas por dia, sem equipamentos ou medicamentos especiais disponíveis, em um contexto onde vivem cerca de 1200 pessoas, e sem auxiliares ou médicos contratados que trabalhem no local: Drauzio é o único a atender os detentos.

Entrada do Centro de Detenção Provisória do Belém, na Zona Leste de São Paulo

Entrada do Centro de Detenção Provisória do Belém, na Zona Leste de São Paulo

-Drauzio Varella critica médicos que defendem cloroquina

“O trabalho na cadeia tem um sentido de urgência, pois não tem outro médico lá. A maioria dos CDPs não têm médico nenhum”, afirma Drauzio, ao Ecoa, sobre o fechamento da clínica. “Se eu não for na segunda-feira, sei que eles não terão atendimento. Posso ser substituído na clínica, mas na cadeia não é assim. Chega uma idade que você sente que precisa aproveitar o máximo do seu tempo. Então, onde é que eu vou ser mais eficiente e, consequentemente, feliz enquanto estiver em boa forma?”, esclareceu. Em 2022, o médico está lançando o livro de memórias O Exercício da Incerteza.

Com o ator Rodrigo Santoro e o diretor Hector Babenco, à época do filme "Carandiru", baseado em seu livro

Com Rodrigo Santoro e Hector Babenco, à época do filme “Carandiru”, baseado em seu livro

-Dichavamos episódio por episódio a nova série do Dr. Drauzio Varella sobre maconha

O próprio Drauzio leva uma cesta com medicamentos essenciais para atender aos presos e, mesmo sem estrutura ou sequer um equipamento de raio-x, ele garante que consegue resolver 90% dos casos. Do seu trabalho nas cadeias, surgiram os livros Carcereiros, Prisioneiros, e principalmente seu grande sucesso de estreia, Estação Carandiru, no qual relata os dez anos que trabalhou no Carandiru, então o maior presídio do Brasil, onde enfrentou a crise do HIV, o crack e os efeitos do terrível massacre, ocorrido na casa de detenção, em 1992.

-Série de fotos registra a arte nas paredes do Carandiru antes de sua demolição

Aproximando-se de completar 80 anos, além dos atendimentos no presídio, Dr. Drauzio também seguirá em sua missão de educação e informação científica, a partir de suas colunas na Folha de São Paulo e na Carta Capital, de seu canal no Youtube com 3 milhões de inscritos, e de seu site, com 8 milhões de acessos. Outra preocupação do médico é a continuidade de seu trabalho dentro do CPD: apesar de não ter planos de se aposentar, ele procura um sucessor, já que até hoje, somente duas pessoas o procuraram para também se dedicarem ao atendimento nas casas de detenção.

O médico atua também em palestras, debates e falas sobre medicina e ciência

O médico atua também em palestras, debates e falas sobre medicina e prevenção

Publicidade

© foto 1: Youtube/Drauzio Varella/reprodução

© foto 2: Secretaria de Administração Penitenciaria/Governo do Estado de SP

© foto 3: Getty Images

© foto 4: Mídia Ninja/Flickr/CC


Canais Especiais Hypeness