Debate

Glenda Kozlowski volta atrás depois de tentar colocar panos quentes no racismo e homofobia de Piquet

04 • 07 • 2022 às 15:42
Atualizada em 04 • 07 • 2022 às 16:39
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

A jornalista Glenda Kozlowski, da Band, se retratou após tentar justificar as falas racistas de Nelson Piquet contra Lewis Hamilton.

Durante a transmissão do programa ‘Show do Esporte’, na Band, a âncora afirmou que seria necessário observar o contexto do discurso preconceituoso de Nelson Piquet.

Glenda Kozlowski tentou contemporizar as falas inaceitáveis e racistas de Piquet sobre Lewis Hamilton, sete vezes campeão mundial de Fórmula 1

O ex-piloto de Fórmula 1 deu uma entrevista há cerca de um ano tratando o heptacampeão da F1 como “neguinho”. Nelson também fez declarações homofóbicas sobre Hamilton.

As falas de Piquet geraram reações negativas de todo o mundo do automobilismo, inclusive da FIA, que administra a Fórmula 1. Lewis criticou o racismo do ex-piloto e ganhou o apoio da comunidade do esporte.

Glenda, contudo, tentou ponderar os comentários do brasileiro e amenizá-los. “Ficar olhando coisas de um ano atrás também, eu acho que trazendo à tona agora pode mudar às vezes o contexto das coisas. Quer dizer, isso não tem contexto, não dá para falar sobre isso, né? Usar termos racistas”, disse, ao vivo no ar.

“Mas será que o contexto era esse também? Eu acho que de um ano para cá as pessoas mudam, de um ano para cá muita coisa muda”, afirmou a jornalista.

Ela foi duramente criticada:

Então, Glenda se desculpou pelas palavras e retirou o que havia dito através de comunicado no Twitter:

Leia também: NBA: 1º atleta assumidamente gay desenha o que é privilégio branco e critica aumento do racismo

Publicidade

Fotos: Reprodução/Band


Canais Especiais Hypeness