Debate

Joaquim e Ana: afinal, quem foram os supostos avós de Jesus?

28 • 07 • 2022 às 19:47
Atualizada em 02 • 08 • 2022 às 10:42
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Quem foram Joaquim e Ana, os supostos avós de Jesus? Muito se sabe sobre os pensamentos, a ideologia e os últimos dias na Terra desse que é provavelmente o mais influente personagem da história da humanidade, mas a vida real e pessoal de Jesus segue sendo tema de intenso debate e muita pesquisa – e isso inclui seus familiares, e especialmente seus avós, que se apresentam como um grande mistério genealógico.

Ana e Joaquim, com Maria ao meio

Representação de Ana e Joaquim, com Maria ao meio

-Teólogo defende que Jesus sofreu abuso sexual antes de ser crucificado; entenda

Uma reportagem da BBC levantou a história ao redor dos pais biológicos de Maria, partindo das pouquíssimas e não reconhecidas linhas dedicas a Joaquim e Ana. A maior fonte de dados sobre a biografia dos avós de Jesus é um texto conhecido como Proto-Evangelho de Tiago, registro apócrifo escrito mais de 150 anos depois da suposta vida e morte do casal, no qual pesquisadores reconhecem esforço para apresentar a família de Maria como especial, para sublinhar o valor daquela religião então nascente.

"O Nascimento da Abençoada Virgem Maria", de Giotto, pintado em 1305

“O Nascimento da Abençoada Virgem Maria”, de Giotto, pintado em 1305

-Você sabia que a história do Natal começa 7 mil anos antes do nascimento de Jesus?

Não há nenhum dado efetivamente histórico sobre o casal, já que se trata de um texto escrito no século 2 – como pouco há sobre o próprio Jesus de Nazaré em termos históricos. No texto, Joaquim é apresentado como um homem rico, que não conseguia ter filhos com sua esposa, Ana: depois dele jejuar por 40 dias e 40 noites no deserto, um anjo aparece para a avó de Jesus e diz: “Conceberás e darás à luz, e de tua prole se falará em todo o mundo” – e, em seguida, Ana engravida de Maria.

Santa Ana com Maria e o menino Jesus na Igreja de Santiago de Compostela

Santa Ana com Maria e o menino Jesus na Igreja de Santiago de Compostela

-Fotos provam que nossos avós eram mais maneiros do que nós jamais seremos

Acusações contra Maria

De acordo com a reportagem, mesmo nos evangelhos canônicos, historiadores hoje acreditam que os dados sobre o nascimento e a infância de Jesus também teriam sido agregados tardiamente aos escritos, em torno do século 2. A história dos avós de Jesus teria sido levantada para resolver a forte acusação que pesava sobre Maria de que Jesus era um filho fora de seu casamento: fora de uma união legitima dentro das leis judaicas.

Vitral mostrando o abraço dos avós de Jesus

Vitral mostrando o abraço dos avós de Jesus

-Como as imagens de uma das feridas de Cristo parecem vaginas em livros medievais

O proto-evangelho de Tiago, portanto, teria surgido como forma de oferecer uma aura de santidade para Maria, mostrar que ela tinha família e vinha de uma história sagrada.  “Se não temos nem sequer dados confiáveis sobre quem eram os pais de Jesus, imagina sobre quem era os avós, Joaquim e Ana”, diz, na matéria, o historiador André Leonardo Chevitarese, professor da UFRJ e autor do livro Jesus de Nazaré: O Que a História Tem a Dizer Sobre Ele.

São Joaquim e Santa Ana: o casal foi canonizado pela Igreja Católica

São Joaquim e Santa Ana: o casal foi canonizado pela Igreja Católica

-A igreja de Beyoncé: como são os cultos cristãos baseados na obra da cantora

A história de Joaquim e Ana, que são reconhecidos como santos pela Igreja Católica, teria se difundido de fato quase mil anos depois, apenas na Idade Média, principalmente a partir das Cruzadas. “Provavelmente estamos, portanto, no campo do mito, no campo de um tipo de literatura que quer resolver essa acusação de, entre aspas, prostituição de Maria, a mãe de um filho ilegítimo, fora do casamento”, afirma Chevitarese. A reportagem completa da BBC pode ser lida aqui.

Publicidade

© foto 1: PxHere

© fotos 2, 3: Wikimedia Commons

© foto 4: Lawrence OP/Flickr/CC

© foto 5: Getty Images


Canais Especiais Hypeness