Ciência

Júpiter e seus satélites naturais se destacam em novas fotos impressionantes do telescópio James Webb

15 • 07 • 2022 às 15:45 Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

As fotos do telescópio James Webb surpreenderam o mundo com sua resolução incrível. Além das imagens de ‘berçários estelares’ e de aglomerados de galáxias, o telescópio também se mostrou muito eficaz para fazer registros de astros mais próximos e em movimento.

Novas fotos reveladas pela NASA mostram que o equipamento conseguiu captar com precisão os satélites naturais de Júpiter, maior planeta do sistema solar.

Relembre: Telescópio de US$ 10 bi da Nasa captura ‘berçário estelar’ e explosão de estrelas nas imagens mais profundas já tiradas do universo

James Webb foi utilizado para registrar movimentação de objetos em movimento e se saiu positivamente: teste feito para captar luas de Júpiter superaram expectativas

As imagens infravermelhas superam a capacidade esperada pelos cientistas. De acordo com o documento divulgado recentemente sobre as capacidades do James Webb na prática, os pesquisadores da NASA afirmaram que os resultados surpreenderam.

– Imagens inéditas de sonda da Nasa mostram “fogueiras” na superfície do Sol

“Os testes mostraram que James Webb é ainda melhor do que o esperado no rastreamento de objetos em movimento rápido, o que será particularmente útil para estudar cometas, asteroides próximos da Terra e até objetos interestelares”, explica o documento publicado pela NASA, pela Agência Espacial Europeia e pela Agência Espacial Canadense.

Assim como seu antecessor Hubble, o telescópio James Webb não se foca somente em outras galáxias ou estrelas, ma também é capaz de produzir imagens do sistema solar

O James Webb custou cerca de US$ 10 bilhões (ou 54 milhões de reais) e promete substituir o telescópio Hubble, que já opera há mais de duas décadas.

Leia também: Telescópio Hubble, da Nasa, localiza estrela mais distante já vista e que está há 12 bilhões de anos-luz

A capacidade do James Webb de captar imagens com precisão de objetos distantes do nosso planeta indica que podemos fazer novas descobertas importantes sobre o espaço sideral no futuro.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness