Debate

Macumber: homem que levava filhos de santo aos terreiros pede ajuda após ter o carro roubado

20 • 07 • 2022 às 09:27 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O motorista de aplicativo Edson Araújo, mais conhecido como “Macumber”, teve seu carro roubado na sexta-feira, dia 15, e encontrou o veículo amassado e furado por tiros, com projéteis em seu interior. Para poder voltar a trabalhar, o motorista criou uma vaquinha virtual. Recentemente Araújo viralizou nas redes sociais oferecendo serviço especializado para transporte em segurança para filhos de santo e praticantes de religiões de matriz africana no Rio de Janeiro.

O "Macumber Móvel", como Edson se referia ao carro, após o roubo e o acidente

O “Macumber Móvel”, como Edson se referia ao carro, após o roubo e o acidente

-Único local de culto a Ogum no Brasil, terreiro de candomblé é tombado na Bahia

“Sou Edson Macumber, criei o macumber que é um transporte para irmãos de umbanda, candomblé, auxiliando nas atividades que eles precisarem. Infelizmente fui assaltado e os assaltantes bateram com o carro, hoje me encontro sem meio de trabalho e sem poder ajudar os irmão de religião”, escreveu Araújo, na página da vaquinha. Pelas condições em que o carro foi encontrado, o motorista acredita que os ladrões tenham se envolvido em uma perseguição policial.

Edson "Macumber" no carro: o motorista preparou uma vaquinha para poder voltar a trabalhar

Edson “Macumber” no carro: o motorista preparou uma vaquinha para poder voltar a trabalhar

-Eu Vô: o maravilhoso app de transporte só para idosos que já atua em SP

O tempo de resolução do caso oferecido foi de três meses, período que Macumber não poder ficar sem renda. “Recorro a está vaquinha para poder voltar a trabalhar o quanto antes, pois tenho o financiamento do carro batido pra pagar, um filho de 2 anos, aluguel, e preciso honrar estes compromissos financeiros”, ele escreve, lembrando que qualquer valor ajuda para alcançar a meta de R$ 65 mil da vaquinha, estabelecida para a compra de um outro veículo que o permita retornar ao trabalho.

O anúncio que viralizou os serviços do Macumber

O anúncio que viralizou os serviços do Macumber

-Jovem esquece carro aberto em Carnaval de Petrolina e é surpreendido com bilhete inusitado

No post feito por Araújo que viralizou recentemente anunciado o “Macumber”, ele detalha a natureza dos seus simpáticos e úteis serviços especializados. “Vai para saída de santo e não tem como voltar? Macumber é a solução. Transporto Ibá, ebó, santo; busco compras de santo e peças ritualísticas”, diz o texto. A ideia surgiu do preconceito enfrentado pelo próprio Araújo como filho de santo, e das diversas denúncias de preconceito, perseguição e violência contra as religiões de matriz africana.

Página da vaquinha tinha 5,9 mil reais arrecadados no momento da publicação dessa matéria

Página da vaquinha tinha 5,9 mil reais arrecadados no momento da publicação desta matéria

-Pastor se filma destruindo oferendas do Candomblé em novo caso de racismo religioso

Segundo revelou, além de amassado e crivado de balas, o carro roubado foi encontrado com o vidro traseiro estilhaçado, e ainda terá de passar pela perícia da Polícia Civil para enfim ser avaliado pela concessionária. Em outro post, o motorista lembrou que as contribuições diretas no site exigem um mínimo de R$ 25, e que quem quiser doar um valor menor pode fazer através de pix com a chave 2981177@vakinha.com.br diretamente para o motorista.

Publicidade

© fotos: Instagram/@edsonmacumber.rj/reprodução


Canais Especiais Hypeness