Arte

Pañcatantra: USP lança livro indiano milenar de fábulas em e-book gratuito

28 • 07 • 2022 às 19:47 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O milenar livro indiano de fábulas Pañcatantra ou Cinco Tratados ganhou uma nova edição, lançada pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (FFLCH). A obra foi organizada e traduzida do sânscrito, língua ancestral do Nepal e da Índia, para o português pelas pesquisadoras Maria da Graça Tesheiner, Marianne Erps Fleming e Maria Valíria Aderson de Mello Vargas, ligadas à FFLCH, e sai agora em formato e-book.

Capa dos dois primeiros volumes da coleção, trazendo os quatro primeiros livros

Capa dos dois primeiros volumes da coleção, trazendo os quatro primeiros livros do Pañcatantra

-A linguagem escrita mais antiga do mundo tem seu dicionário disponível na internet

A edição divide os cinco livros que formam o Pañcatantra ou Cinco Tratados em três volumes, lançados em versão eletrônica das traduções impressas publicadas nos anos de 2004 e 2013, pela antiga Editora Humanitas, da FFLCH. Na abertura do primeiro livro, a coleção é apresentada como um “tratado de moral” que parte das fábulas com o “propósito de educar os jovens” através de algumas das histórias mais antigas da humanidade, datando do século I.

Página de uma versão manuscrita do livro datada do século 18

Página de uma versão manuscrita do livro datada do século 18

-14 fotos para você se apaixonar pela moda tradicional indiana

Segundo a apresentação publicada no Jornal da USP, a obra é também conhecida como Panchatantra, e se relaciona diretamente com códigos de moral e ética da antiga sociedade indiana, especialmente com o Código de Leis Manu (Manavadharmaçãstra), que até hoje influenciam os valores do país. “Quem estuda sempre este tratado de moral e o conhece decor jamais é apanhado pela destruição”, diz a abertura.

Relevo com tema da Panchatantra em um templo na região central de Java, na Indonésia

Relevo com tema da Panchatantra em um templo na região central de Java, na Indonésia

-Fotógrafo registra os surreais rituais da tribo indiana que ‘dança com os mortos’

A composição dos livros é apresentada como “narrativas-quadro”, nas quais as múltiplas histórias são contadas pelos personagens, e desenvolvidas a partir de premissas lúdicas e amplas. “A grande amizade que crescia entre um leão e um touro na floresta foi completamente destruída por um chacal maledicente e muito ambicioso”, diz o preâmbulo do primeiro livro, “A Desunião de Amigos”, a partir do qual as várias fábulas serão contadas.

Ilustração de um Pañcatantra persa manufaturado em 1429

Ilustração de um Pañcatantra persa manufaturado em 1429

-O homem que literalmente moveu uma montanha sozinho

Os outros quatro livros são intitulados, respectivamente, “A Aquisição de Amigos”, “A História dos Corvos e das Corujas”,“A perda do bem conquistado” e  “A ação impensada”. A versão em e-book de Pañcatantra ou Cinco Tratados está disponível no Portal de Livros Abertos da USP, plataforma que disponibiliza mais de 600 publicações e pode ser baixada gratuitamente aqui.

Ilustração em uma versão árabe datada do ano de 1210

Ilustração em uma versão árabe datada do ano de 1210

Publicidade

© foto 1: FFLCH/USP/reprodução

© fotos 2, 3, 4, 5: Wikimedia Commons


Canais Especiais Hypeness