Tecnologia

Quem é a 1ª mulher jogadora de futebol a estrelar a capa do FIFA

24 • 07 • 2022 às 19:39
Atualizada em 26 • 07 • 2022 às 19:49
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

A atacante australiana Sam Kerr será a primeira jogadora de futebol feminino a estampar a capa global de uma edição do jogo FIFA, da EA Sports. Para o FIFA 23, Kerr aparece na capa ao lado do atacante francês Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, que foi estampou o game em suas duas últimas edições. A versão 2023 do jogo também incluirá clubes e seleções de mulheres como opções para os jogadores disputarem partidas e torneios.

A capa com Kerr ao lado de Mbappé para o FIFA 23

A capa com Kerr ao lado de Mbappé para o FIFA 23

Capa de versão regional trazendo somente a atacante do Chelsea

Capa de versão regional trazendo somente a atacante do Chelsea

-Criaram uma petição para colocar Megan Rapinoe na capa do Fifa

Não foi por acaso que Samantha May Kerr recebeu o título de Ordem da Austrália, e passou a ser reconhecida como “Dama” em seu país: a atacante do Chelsea de 28 anos e capitã da seleção australiana é a maior jogadora da história do futebol no país, e uma das maiores do mundo. Kerr estreou na seleção aos 15 anos e hoje, com 59 gols, é a maior artilheira de todos os tempos da equipe nacional da Austrália.

Kerr em campo pelo clube inglês

Kerr em campo pelo clube inglês

A atacante "jogando" na apresentação do FIFA 23

A atacante “jogando” na apresentação do FIFA 23

-Fifa destina apenas 1% de sua verba para premiar mulheres

Kerr também é a maior artilheira da história da NWSL, a liga de futebol feminino dos EUA, e se tornou a primeira jogadora do mundo a conquistar a chuteira de ouro em três diferentes ligas em três diferentes continentes, na Austrália, nos EUA e na Inglaterra. Não é exagero afirmar que a atacante venceu tudo em todas as equipes que atuou e, no Chelsea desde 2020, já conquistou os títulos da liga, além de duas Copas da Inglaterra e duas Copas Continentais.

-Marta joga Olimpíadas sem patrocínio e escancara machismo no esporte

Antes de Kerr aparecer ao lado de Mbappé, mulheres só estamparam capas do jogo em versões regionais: no FIFA 16, por exemplo, a jogadora Alex Morgan, dos EUA, e a canadense Christine Sinclair apareceram na capa do jogo para a América do Norte ao lado de Lionel Messi. O FIFA 23 também será o primeiro a oferecer a opção de se jogar com clubes femininos, incluindo Chelsea, Arsenal, Manchester City e Manchester United, além das seleções de diversos países.

A atacante tornou-se capitã e a maior artilheira da seleção australiana

A atacante tornou-se capitã e a maior artilheira da seleção australiana

Publicidade

© fotos 1, 2, 4: FIFA/reprodução

© foto 3: Getty Images

© foto 5: Wikimedia Commons


Canais Especiais Hypeness