Debate

Shakira: Ministério Público da Espanha pede prisão da cantora por fraude

29 • 07 • 2022 às 14:51 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

A cantora colombiana Shakira foi acusada pelo Ministério Público da Espanha de fraudar o pagamento de impostos no país, e pode pegar 8 anos e 2 meses de prisão. A pena foi pedida pelo órgão, que exigiu o pagamento de cerca de 14,5 milhões de euros, equivalentes a cerca de 77 milhões de reais. Segundo o MP espanhol, a cantora viveu no país desde 2012, mas escondeu sua renda e deixou de pagar impostos a partir de esquema de paraísos fiscais.

A cantora Shakira no tapete vermelho do Festival de Cannes, na França, em 2022

A cantora Shakira no tapete vermelho do Festival de Cannes, na França, em 2022

-Shakira celebra inclusão de projeto entre melhores escolas da Colômbia

As informações sobre o caso foram trazidas a público pelo jornal “El Confidencial”, revelando que Shakira já pagou o valor cobrado e mais 3 milhões de euros em juros, somando um total de 17,2 milhões de euros, equivalentes a cerca de 91 milhões de reais, devolvidos ao tesouro espanhol. O fato da artista ter pagado o valor cobrado não a impede de ser julgada pela acusação da fraude, que teria sido cometida entre 2012 e 2014.

A cantora chegando ao tribunal em Barcelona, em 2019, por conta do processo

A cantora chegando ao tribunal em Barcelona, em 2019, por conta do processo

-Bitcoin: golpe de pirâmide levou à prisão homem com R$ 14 milhões em casa

A revelação de que Shakira vivia na Espanha com seu então marido, o jogador de futebol Gerard Piqué, e seus dois filhos, enquanto mantinha seu domicilio tributário no paraíso fiscal das Bahamas, foi revelada em 2017 por uma investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ). Um acordo foi oferecido recentemente pela promotoria, que evitaria que a cantora fosse a julgamento, mas a artista recusou a proposta, se afirmando confiante de sua inocência.

Shakira e Piqué confirmaram recentemente a separação do casal

Shakira e Piqué confirmaram recentemente a separação

-Isenção de IPTU a templos custa 110 milhões por ano à cidade de São Paulo

A acusação diz que Shakira manteve o dinheiro arrecadado pelos direitos de suas canções em Malta e Luxemburgo enquanto vivia na Espanha. A defesa afirma que a artista geriu seu dinheiro de forma legal por uma empresa maltesa, que ela vivia nas Bahamas desde 2004, e que, até 2015, sua presença na Espanha não excedia o prazo que exigia o pagamento de impostos no país.

A cantora, durante show em Nova York, em 2018

A cantora, durante show no Madison Square Garden, em Nova York, em 2018

-Cidade dos EUA arrecada mais impostos que previa – e devolve para seus moradores

Segundo o comunicado, Shakira declarou que manteve “uma conduta impecável, como pessoa e como contribuinte”, em “total disposição para resolver quaisquer diferenças desde o início, mesmo antes do processo penal”. Na nota, ela também afirmou que nunca viu “uma perseguição tão pouco razoável e feroz”, e “nem um uso tão óbvio da mídia e da pressão da reputação como mecanismo de arrecadatório”.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness