Ciência

‘Sonhar grupal’ é alternativa para quem busca apoio psicológico; entenda

28 • 07 • 2022 às 19:54
Atualizada em 02 • 08 • 2022 às 10:42
Karol Gomes
Karol Gomes   Redatora Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

As queixas de saúde mental e o sofrimento psíquico estão aumentando como resultado da pandemia de Covid-19 e suas crises sanitárias, sociais, políticas e econômicas. Essa situação reforça a necessidade da adoção de novos espaços de escuta e atenção pública que antes não exigir esse tipo de ação. 

Para apoiar essa tarefa, um grupo do Instituto de Psicologia (IP) da USP está utilizando uma proposta do “Sonhar Grupal”, um mecanismo para trabalhar com sonhos em grupo. O método foi inspirado Social Dream Matrix, uma técnica originalmente desenvolvida por Gordon Lawrence e colaboradores do Tavistock Institute em Londres.

– Como a série Round 6 pode induzir à violência, segundo psicólogos

“A gente começou a fazer coisas diferentes com outros recursos técnicos e teóricos e, progressivamente, foi mudando o jeito de fazer e potencializar também um aspecto de cuidado dessa técnica como uma atividade de promoção de saúde ou, em alguns casos, de terapia, podendo ser um instrumento de psicoterapia de grupo”, diz Pablo Castanho, professor do IP e coordenador do projeto.

– Psicólogos identificam um novo tipo de extrovertido e você pode conhecer alguém assim

Desenvolvido entre 2020 e 2021, o método tem como objetivo encontrar uma forma de cuidado em grupos para os psicólogos e ajudar na concepção psicanalítica do sonhar, a consideração do grupo e seus processos específicos. Nessa dinâmica, o sonho é um objeto mediador de perspectiva de um grupo, centrado em uma tarefa que pode ser adaptada para diferentes contextos.

Na USP, o Projeto de Apoio Psicológico Online é composto por professores e estudantes de pós-graduação envolvidos em atendimentos clínicos voluntários aos membros da comunidade. 

Publicidade

Fotos: Getty Images


Canais Especiais Hypeness