Debate

Vila Sésamo: personagem se recusa a abraçar crianças negras em caso cruel de racismo

24 • 07 • 2022 às 19:39 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Um animador vestindo uma fantasia de um personagem da Vila Sésamo foi acusado de racismo ao aparentemente se recusar a abraçar duas crianças negras que assistiam a uma apresentação. O incidente aconteceu no Sesame Place, parque temático do famoso programa de TV na Filadélfia, nos EUA, e foi registrado em vídeo pela mãe de uma das crianças.

O momento, no vídeo, em que a personagem Rosita se recusa a abraçar as crianças

O momento, no vídeo, em que a personagem Rosita se recusa a abraçar as crianças

-‘Vila Sésamo’ cria personagens islâmicos e refugiados em sopro de diversidade

Imediatamente antes da recusa, o personagem aparece cumprimentando uma mulher branca, e parece balançar a mão em negativa na direção de uma pessoa que não aparece no vídeo para, em seguida, também dizer “não” para as duas meninas. O vídeo dura 9 segundos, e foi postado por Jodi Brown, que estava no parque com a filha e a sobrinha de seis anos de idade.

-Disney vai colocar alerta de preconceito em cenas de filmes clássicos

“Estávamos no Sesame Place e as crianças quiseram parar para ver os personagens. Essa pessoa nojenta descaradamente disse não para nossas crianças e em seguida abraçou a criança branca ao nosso lado. Fui reclamar e eles me olharam como se eu fosse louca”, escreveu Brown, em post no Instagram. “Eu nunca mais piso no Sesame Place”, afirmou Brown.

Um instante antes, a personagem cumprimenta uma mulher branca

Um instante antes, a personagem cumprimenta uma mulher branca

-Michaela Coel e Paapa Essiedu recebem pedido de desculpas de escola por tratamento racista

O perfil oficial do parque respondeu ao vídeo afirmando, em comunicado, que o Sesame Place defende a “inclusão e a igualdade em todas as formas”, e dizendo que muitas vezes os atores não conseguem enxergar todos os pedidos de abraços e acenos por conta da fantasia que vestem. “A pessoa que interpretava Rosita não quis ignorar intencionalmente as garotas, e esta devastada pelo mal entendido”, diz o comunicado.

O primeiro aceno negativo é dado pelo personagem para alguém que não aparece em quadro

O primeiro aceno negativo é dado pelo personagem para alguém que não aparece em quadro

A nota do Sesame Place ainda afirma que o “não” dito pela personagem era direcionado a uma pessoa que pedia que Rosita segurasse um bebê para uma foto. Em outra resposta, o perfil do parque pediu desculpas diretas à família das crianças, e afirmou que está comprometido a corrigir o que houve, e que irá realizar treinamentos para que os funcionários “compreendam, reconheçam e ofereçam um entretenimento inclusivo e igualitário aos visitantes”.

A segunda nota de desculpas emitida pelo parque temático

A segunda nota de desculpas emitida pelo parque temático

Publicidade

© fotos 1, 2, 3: Instagram/@__jodiii__/reprodução

© foto 4: Instagram/@sesameplace/reprodução


Canais Especiais Hypeness