Arte

Agenda Hype: Festival CoMA, Jazz de Montanha, Bienal do Graffiti e 23 dicas culturais da semana

03 • 08 • 2022 às 17:22
Atualizada em 04 • 08 • 2022 às 10:54
Gabriela Rassy
Gabriela Rassy   Redatora Jornalista enraizada na cultura, caçadora de tendências, arte e conexões no Brasil e no mundo. Especializada em jornalismo cultural, já passou pela Revista Bravo! e pelo Itaú Cultural até chegar ao Catraca Livre, onde foi responsável pelo conteúdo em agenda cultural de mais de 8 capitais brasileiras por 6 anos. Roteirizou vídeo cases para Rock In Rio Academy, HSM e Quero Passagem, neste último atuando ainda como produtora e apresentadora em guias turísticos. Há quase 3 anos dá luz às tendências e narrativas culturais feministas e rompedoras de fronteiras no Hypeness. Trabalha em formatos multimídia fazendo cobertura de festivais, como SXSW, Parada do Orgulho LGBT de SP, Rock In Rio e LoollaPalooza, além de produzir roteiros, reportagens e vídeos.

Agosto começa brabo com festivais de música, mostras de cinema, artes visuais e boas dicas para uma semana linda e cultural. Destaque para o Festival CoMA que retoma sua 5ª edição e Brasília em uma programação inclusiva e diversa que vai de papos sobre o mercado da música até grandes shows. No line-up, Gaby Amarantos, ÀTTØØXXÁ com Carlinhos Brown, Gal Costa, Leci Brandão, Jovem Dionísio e muito mais.

Em São Paulo acontece a mostra Tocando o Terror, com filmes, peças de teatro, circo, contação de histórias, bate-papo sobre a produção literária de terror, música, além de uma feira de livros. O CCBB SP recebe ainda a mostra “Além do Tempo“, com 9 filmes chineses, em uma experiência através do tempo, história, cultura e sociedade do país asiático. Essa é a última semana da 5ª Bienal Internacional de Graffiti Fine Art, que ocupa o Memorial da América Latina com obras de 60 artistas.

O Festival Jazz na Montanha está de volta para a 4ª edição na cidade mineira de Juiz de Fora. Na programação, Gladston Vieira, Caetano Brasil, Nara Pinheiro, Carolina Serdeira e Laura Jannuzzi fazem lançamentos de seus álbuns. No Rio de Janeiro, o Play Festival espalha obras de arte pelas cinco regiões da cidade, além de promover cortejos, exposições, papos, atividades para crianças e shows, como o da Orquestra Voadora.

Vem na minha!

#festivais e shows

Festival CoMA – Consciência, Música e Arte 2022
Centro Cultural Ibero-americano (antiga Funarte) – Brasília
4, 5, 6 e 7 de agosto
R$ 80 e R$ 40 (meia-entrada) + taxas
O CoMA é um festival que vai além da música. Com pilares bem definidos na Consciência, Música e Arte, o evento promove não só uma programação inclusiva e diversa, mas cuida para que o espaço se mantenha dessa mesma forma. Ao longo de sua programação, o CoMA propõe uma vivência de laboratório de mundo. Nos dois primeiros dias do evento, 4 e 5 de agosto, acontece a Conferência, que reúne especialistas de várias áreas do mercado da música e da cultura para palestras gratuitas. No line-up, shows de Gaby Amarantos, ÀTTØØXXÁ com Carlinhos Brown, Urias, Don L, Tasha e Tracie, Maglore, Luísa e os Alquimistas, Braza, Rico Dalasam, Jovem Dionísio, Gal Costa, Samba Urgente com Leci Brandão, Lamparina, Martinha do Coco, Puro Suco, Bala Desejo e muito mais! Rolam ainda coletivos e artistas-solo de diversas partes do Brasil, apresentarão as suas obras e performances.

Festival Jazz de Montanha
4 a 6 de agosto
Bar da Fábrica e Sensorial Art – Juiz de Fora
R$ 20 a R$ 50
Evento de referência no calendário mineiro, o Festival Jazz de Montanha está de volta para a sua quarta edição em Juiz de Fora, ocupando dois espaços culturais com cinco shows. Gladston Vieira, Caetano Brasil, Nara Pinheiro, Carolina Serdeira e Laura Jannuzzi farão apresentações de lançamento de seus novos discos, que têm em comum um olhar de frescor para a música brasileira, o jazz e as suas intersecções.

Play Festival
Diversos locais no Rio de Janeiro
1 de agosto a 3 de setembro de 2022
Grátis
O Play Festival já começou ocupando cinco regiões do Rio de Janeiro com cinco instalações artísticas comissionadas, expostas em diversos espaços públicos da cidade, e se desdobra em uma série de ações e atividades. Com idealização e curadoria de Tathiana Lopes, o Play abre os trabalhos nesta semana na Zona Sul e, no sábado, a programação começa pelo Flamengo, com o cortejo da Cia de Mystérios saindo do Largo do Machado e indo até o Oi Futuro, onde vão rolar exposições, oficina de serigrafia, contação de história, papos e um baile de encerramento com a Orquestra Voadora. Na próxima semana o festival vai para o centro, depois zona norte, zona oeste e baixada. A mostra ‘Se Essa Rua Fosse Minha’, em cartaz de 6 de agosto a 2 de outubro, no Oi Futuro Flamengo, materializa as práticas e ações promovidas pelo Play.

IPA Day
Arena Radical SP
6 e 7 de agosto, das 15h às 22h
Grátis
O Dia Internacional da India Pale Ale ganha um festival presencial com música, cachorros, cerveja e clima californiano. A cervejaria Lagunitas convida o público a aproveitar, ao lado do seu doguinho, uma tarde “californizada”, que remete à Califórnia de Petaluma, cidade origem de Lagunitas, um local onde as pessoas podem criar conexões reais com um espírito livre e independente. No som, shows de Deadfish, Francisco El Hombre, Alex Albino e Chuck & os Crushes.

Tocando O Terror
Sesc Santo Amaro
De 6 a 21 de agosto
De grátis até R$ 40
Sustos e assombros prometem surpreender o público em filmes, peças de teatro, circo, contação de histórias, bate-papo sobre a produção literária de terror, música, além de uma feira de livros com editoras do ramo. A mostra Tocando O Terror reúne uma programação com atividades de múltiplas linguagens, para todas as idades. Destaque para a Companhia Dona Conceição, que apresenta Contos de Assombração (dias 6 e 13 de agosto) que fazem o espectador levar alguns sustos e darem boas risadas ao contar histórias de A Lenda Da Mulher De Branco, A Bisbilhoteira Ou A Lenda Da Festa Das Almas, O Diabinho Da Garrafa e A Lenda Da Mula Sem Cabeça.

Suka Figueiredo
Mini turnê em SP
04, 05 e 07 de agosto
Grátis
A saxofonista, compositora e produtora musical Suka Figueiredo apresenta o álbum “AFROLATINA” – lançado no último dia 25, data que marca o Dia da Mulher Negra Afro-Latina e Caribenha – gratuitamente, em pontos descentralizados São Paulo: Guaianazes, Freguesia do Ó e São Mateus, respectivamente. A turnê é composta por nove instrumentistas e apresenta um trabalho inédito baseado na obra do arranjador, compositor, maestro e multi-instrumentista Moacir Santos, além de contar com as faixas que compõem o novo trabalho.

Carol Naine – Rir para não chorar
Centro Cultural Olido SP
Sábado, 06/08, às 20h
Grátis
A cantora e compositora Carol Naine fará show apresentando sambas que fazem parte do cancioneiro mais fino e querido por todos que se consideram bons da cabeça e do pé. Cantando o repertório de Adoniran Barbosa e Cartola, a artista traz temas que, escritos há mais ou menos 50 anos, permanecem atuais.

De sons e terras distantes
Auditório MASP
Domingo, 7, 18h30
R$40 e R$ 20
O Coletivo PianoVero compartilha a sua paixão por novas experiências sonoras neste concerto, fruto da parceria entre o filósofo armênio George Gurdjieff e o compositor e pianista ucraniano Thomas De Hartmann. São 16 pianistas, residentes em diferentes localidades do Brasil e exterior, que apresentarão cerca de 30 peças compostas no início do século 20 pelos dois autores.

#música

Luana Flores | Nordeste Futurista (filme)
Conhecida por um profundo apuro visual em seus shows, com cenários e figurinos bem elaborados, a beatmaker, DJ, percussionista, cantora e compositora paraibana foi além em sua estreia audiovisual. Assinando também a concepção do trabalho, Luana Flores amarrou os signos intrínsecos em sua identidade artística neste curta-metragem feito em cima de seu EP de estreia. O projeto enfileira cinco atos construídos a partir de cinco músicas (“Eu vem”, com Vó Mera; “O Que Vem Ver”, com Ana do Coco; “No Mei dos Mato”, com Letícia Coelho; “Vai trovejar”, com Doralyce; e Suspendemos o Céu, com Georgia Cardoso;) num filme único de 17 minutos de duração, conectando-os a partir do universo construído por Luana em suas composições.

Josyara part. Margareth Menezes | ladoAlado
A canção reflete o movimento de olhar para os lados e se perguntar quem verdadeiramente se coloca nas mesmas trincheiras que você, seja nas micro ou nas macrorrelações, para “sambar alegre” ou “enfrentar a guerra” dos cotidianos. Josyara divide as vozes de “ladoAlado” com ninguém menos que Margareth Menezes, em uma parceria inédita que traz o encanto e a força dessas duas artistas baianas em toda potência que emerge desse encontro.

Péricles | Pagode do Pericão II – Parte 2
As 11 faixas desta segunda parte se unem às 14 canções já lançadas há um mês, completando o álbum, que teve diversas participações especiais. Cada convidado cantou duas músicas com o anfitrião. Com Geraldo Azevedo o acordeom deu o ar da graça em um ‘forrogode’ exclusivo. Marvvila, com sua linda voz grave, mostrou o porquê é um dos destaques do pagode que vem se modernizando com a chegada de grandes talentos femininos. Xande de Pilares e Mumuzinho mostraram no palco toda a química que possuem com Pericão, afinal, além de parceiros são amigos de outros carnavais.

Pássaro Vivo | O Segundo depois do caos
O mundo viu tudo mudar com a pandemia de Covid-19. Quem trabalhava com público teve que realmente parar, já que aglomerações foram proibidas. Problemas que já estavam explodindo ficaram ainda mais explícitos. A modernidade, o capitalismo, a ambição do homem têm feito muito mal ao meio ambiente e às pessoas de um modo geral. Esses são alguns dos temas que permeiam o segundo disco da banda de Patos de Minas (MG), que sai com apoio da Natura Musical, pelo selo goiano Monstro Discos.

RAWI | PinkNCSJ 
Celebrando a jornada de seu disco “Facão Que Abre os Caminhos”, lançado em julho de 2021, o cantor e compositor queer paraense RAWI faz mais um mergulho visual nas canções do álbum, desta vez dando destaque a “PinkNCSJ”. O título da canção é uma abreviação de “Pink Night Colônia São José”. Com uma letra sentimental e sonoridade experimental, a faixa bebe da fonte de estilos tão diversos quanto o tecnobrega e o boombap, o drum n’ bass e o reggaeton, tudo passado pela lâmina de um olhar nortista com uma letra forte e elementos das crenças e expressões populares, como as espadas de São Jorge e Santa Bárbara e os tajás de proteção.

Jana Linhares | Quer Que Desenhe?
Em meio às últimas notícias que vão na contramão das conquistas femininas ao longo da história, Jana Linhares solta a voz para ressaltar a importância do respeito ao corpo da mulher. Em “Quer Que Desenhe?”, a cantora e compositora marca sua posição sobre o tema e versa sobre o fundamental direito à liberdade.

#cinema

Através do Tempo
Centro Cultural Banco do Brasil – São Paul
De 3 a 15 de agosto
Grátis
A mostra apresenta seleção de 9 produções cinematográficas chinesas, entre longas-metragens e animes, em uma experiência através do tempo, história, cultura e sociedade da China. De romances emocionantes a obras de tirar o fôlego, dos antigos impérios aos contemporâneos animes, filmes de diversas épocas e gerações para toda a família curtir uma jornada à China. No longa “Onda de choque”, que será exibido com exclusividade em São Paulo, um criminoso especialista em explosivos, cuja quadrilha foi desarticulada, ameaça explodir um túnel de Hong Kong com centenas de reféns. Já “O Tigre e o Dragão” tem um estilo que mistura fantasia, artes marciais e lutas de espadas. O filme traz um universo de misticismo que encanta e deixa a audiência sem fôlego com os confrontos que desafiam a lei da gravidade. Em 2001, ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Sonora.

Um Herói
Diretor de dois filmes ganhadores de Oscar de melhor produção em língua estrangeira (“A Separação” e “O Apartamento”, também indicado na categoria roteiro original), além de prêmios nos Festivais de Berlim e Cannes, o iraniano Asghar Farhadi, volta à sua terra natal, depois de filmar na Espanha, para o drama de suspense UM HERÓI, que, no Festival de Cannes deste ano, ganhou o Grande Prêmio do Júri e o Prêmio François Chalais, conferido a filmes com valor afirmativos sobre a vida e o jornalismo. O longa foi exibido na 45a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e no Festival de Cinema do Rio.

#visuais

5ª Bienal Internacional de Graffiti Fine Art
Memorial da América Latina (acesso pelos portões 2 e 5)
Até 7 de agosto – de terça a domingo, das 10h às 17h
Entrada gratuita
Última semana para visitar a Bienal Internacional de Graffiti Fine Art, que acontece na galeria Marta Traba, no Memorial da América Latina. Sob a curadoria de Binho Ribeiro, a mostra reúne cerca de 60 artistas, entre os quais Tico Canato, Apa One, Mena, Crica Monteiro, Chov, Raiz, Siren etc, e pontua dez anos do evento. Além das próprias obras na exposição, a Bienal oferece atividades como oficinas, mostra de filmes educativos, mesas de diálogo e performances.

11ª FIQ BH 2022 – Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte
Minascentro
De 3 a 7 de agosto
Quarta-feira a sexta-feira, das 9h às 21h; Sábado e domingo, das 10h às 21h
Grátis
Com a temática “Quadrinhos e o mundo do trabalho”, o FIQ BH 2022 reúne mais de 300 artistas locais, nacionais e internacionais, que participam de diversas atrações. A programação inclui oficinas, exposições, sessões de filmes, mesas de artistas, feira de quadrinhos, debates, sessões de autógrafos, duelos de HQs, rodada de negócios, entre outras, durante os cinco dias de festival. Entre as atividades desta edição, o FIQ BH apresenta ainda a mostra de cinema no Cine Santa Teresa com obras focadas tanto na temática geral do evento quanto na interseção dos quadrinhos com o mundo da animação. A programação completa pode ser acessada no site portalbelohorizonte.com.br/fiq.

Mãe
55SP – Espaço CAMA
De 6 de agosto a 10 de setembro, das 11h às 19h
Grátis
Criada por Penélope Kupfer, a primeira edição desta mostra coletiva aconteceu em Londres e agora chega ao Brasil com trabalhos de 15 artistas. Por meio de pinturas, esculturas, performances, fotografias e conteúdos audiovisuais, as obras abordam a maternidade sob diversos ângulos, refletindo sobre as estruturas sociais criadas ao redor da figura materna e discutindo sobre a desconstrução do termo, visando a encarnação da maternidade como potencial.

Tudo de Novo, individual de Dudi Maia Rosa
Galeria Millan
6 de agosto a 3 de setembro
Segunda a sexta, das 10h às 19h, e sábado, das 11h às 15h
Grátis
“Amo a regra que corrige a emoção. Amo a emoção que corrige a regra”. A máxima de autoria do pintor francês Georges Braque, um dos expoentes do cubismo, é um dos nortes da produção de Dudi Maia Rosa. Um recorte amplo de sua obra, com cerca de 40 trabalhos, entre criações que datam de 1993 até os dias atuais, realizadas nos últimos anos, será exibido na exposição, com curadoria de Victor Gorgulho.

#cênicas

Verdade
De Alexandre Dal Farra, com Tablado SP
Oficina Cultural Oswald de Andrade
De 8 a 30 de agosto de 2022, segundas e terças às 20h.
Grátis – Distribuição de ingressos 1 hora antes da apresentação
Assim como na trilogia Abnegação (2014-2016), que olhava criticamente para o PT, e no espetáculo Branco (2017), que abordava a questão da branquitude, em Verdade o grupo dá continuidade à proposta de debater questões políticas polêmicas e extremamente atuais. Agora, a dramaturgia se debruça sobre momentos decisivos da história recente, ficcionalizando os fatos. A obra é resultado de pesquisa coletiva de mais de dois anos, em que o Tablado SP organizou debates, leituras cênicas e outras ações, com o apoio da Lei de Fomento para a Cidade de São Paulo.

Uma Curta História
Fundação das Artes, aos sábados, às 19h30
Funarte, aos domingos, às 17h30
De 06 a 28 de agosto
Grátis
A Companhia Inflama estreia seu primeiro espetáculo. Interpretado por Daniele Máximo e Mariana Godoy, a peça exibe, em cada cena, situações relacionadas à investigação das vivências, sofrimentos e desejos a partir das histórias das personagens Marta e Lilian. Uma Curta História faz refletir sobre a busca de um norte para a vida, demonstrando a tentativa de superar as frustrações de se viver da arte.

#literatura

Poema de amor pós-colonial
De Natalie Diaz
Círculo de Poemas 

O livro, vencedor do prêmio Pulitzer de poesia em 2021, é o segundo de Natalie Diaz, poeta mojave norte-americana. Em sua paisagem lírica, os corpos das mulheres latinas e indígenas são corpos políticos e, ao mesmo tempo, corpos em êxtase. Os versos de Diaz desafiam as condições a partir das quais se escreve num país cuja fundação rasurou e rasura corpos como o dela e das pessoas que ela ama.

Adinkra – Sabedoria em símbolos africanos
De Elisa Larkin Nascimento, Luiz Carlos Gá, Nei Lopes, Renata Felinto
Editora Cobogó
Durante milênios, os povos soberanos da África foram agentes ativos do desenvolvimento da civilização humana em todo o mundo, numa influência que se estendeu à Ásia, à Europa e à América a partir de sistemas de escrita, avanços tecnológicos, estados políticos organizados e tradições epistemológicas. Criado pelo povo que habita o território que hoje chamamos de Gana, o adinkra é um desses sistemas. Em um universo filosófico e estético baseado no corpo humano, figuras de animais, plantas, astros e outros objetos, os desenhos incorporam, preservam e transmitem aspectos da história, filosofia, valores e normas socioculturais dessa rica cultura africana. Adinkra – Sabedoria em símbolos africanos apresenta mais de 80 símbolos acompanhados por significados, provérbios e simbologia originais.

#cursos

Oficinas de capacitação em cultura
O Complexo Cultural Funarte SP, no Centro da cidade, está oferecendo oficinas de capacitação para artistas, produtores, estudantes e profissionais liberais, voltadas a projetos culturais e artísticos, entre os dias 16 de agosto e 27 de outubro. Cinco temas serão abordados pelas oficinas: Elaboração de projetos culturais; Produção artística e cultural; Pesquisa e indicadores culturais; Leis de incentivo à cultura, editais e outros mecanismos de fomento públicos e privados; e Divulgação cultural e comunicação para projetos culturais. As inscrições são gratuitas neste link.

#gastronomia

Taça+Tapas
Recife e Rio de Janeiro
De 1 a 31 de agosto
A Inovini – divisão de vinho da Aurora Fine Brands – promove a segunda edição do evento, desta vez, em seis estabelecimentos no Rio e em oito em Recife. O objetivo da ação é apresentar versões do Jerez Tio Pepe, produzido pela vinícola González Byass, como opção de consumo acompanhado de entradinhas típicas espanholas para harmonizar. No Rio, o Taça+Tapas marca presença no Garoa Bar Lounge RJ; El Born Gastro Bar; Stuzzi; Clan BBQ e no Hotel Yoo2. Já em Recife, o público pode apreciar o combo no Anjo Solto; no Licínio Restaurante; Ilha da Kosta; Boteco Porto Ferreiro e no Vetro Restaurante. A Adega do Futuro e o Nannai Resort & Spa são os únicos participantes desta edição a contarem com o Alfonso Jerez Oloroso Seco.

Zestzing Padaria Artesanal
Exclusivamente nas duas quintas-feiras que antecedem o Dia dos Pais (dias 4 e 11 de agosto), a Zestzing, padaria artesanal nos Jardins, terá fornadas especiais para comemorar o Dia dos Pais. Claudia Rezende, proprietária e padeira responsável pelas criações, vai preparar duas versões dos seus já famosos panetones: Pistache e Amarena e Cupuaçu e Castanha do Pará (R$99 cada um). Produzidos sem nenhum tipo de conservante e com fermentação natural, cada um deles pesa 500 gramas e tem validade de três dias.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness