Debate

Anitta lança perfume íntimo: normalizar odores da vagina para combater estigmas e misoginia

01 • 08 • 2022 às 13:53
Atualizada em 03 • 08 • 2022 às 10:27
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

A cantora Anitta lançou um perfume íntimo. Através das redes sociais, a rainha do pop tornou público o lançamento do ‘Puzzy’, uma colônia com foco para uso em áreas erógenas.

Um dos maiores nomes da música brasileira no momento, Anitta brincou com a novidade. “Agora vocês vão poder sentir de perto porque que todo mundo corre atrás da minha ‘larissinha'”, escreveu no Twitter.

Anitta gera polêmica ao lançar perfume íntimo; produto não tem uso recomendado por médicos

Anitta também aproveitou o lançamento da nova fragrância íntima para alfinetar os sertanejos que tentaram criticá-la por uma tatuagem nas suas regiões íntimas.

“Chega de tanta gente lucrar e ganhar palco através do meu ‘polemic*’. Chegou a minha hora. Em breve meu perfume íntimo à venda nesse Brasil todo. A pepeka de milhões, o piu piu de milhões, ‘as bola’ de milhões, o ‘polemic*’ de milhões. Cheiroso pro resto da vida”, continuou.

– Erykah Badu lança incenso com cheiro de sua vagina: ‘As pessoas merecem’

Médicos não recomendam perfume íntimo

Contudo, perfumes íntimos são relativamente controversos. Para muitos médicos, o produto apresenta riscos para a saúde genital. Além disso, o perfume de Anitta tem sido criticado por tentar disfarçar o cheiro das genitais, que é natural e deve ser normalizado.

“O pH é ligeiramente ácido. E é exatamente essa acidez que protege e inibe a proliferação de bactérias. Quando usamos um cosmético nessa região, pode ocorrer um desbalanceamento da flora, que leva à perda desse mecanismo de proteção”, afirma a ginecologista Amanda Lino, da clínica Neo Vita, em São Paulo, à Folha.

– Vela de Gwyneth Paltrow com ‘cheiro de vagina’ explode e quase provoca incêndio em Londres

A vida íntima das mulheres já é duramente controlada pelo padrão de beleza. A introdução de um produto deste tipo sugere que o cheiro dos genitais deve ser “corrigido”.

O perfume de Anitta afirma ser dermatologicamente testado. Contudo, médicos ainda enxergam seu uso como arriscado, especialmente por afetar o pH vaginal.

“É uma questão que vem acompanhada de uma carga mais cultural porque, infelizmente, a sexualidade feminina ainda tem uma série de tabus. Para muitas mulheres, a vagina é um órgão sujo. Temos que lembrar às pacientes que esse órgão tem um odor característico e normal”, completa Lino.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram/@anitta Foto 1: © Getty Images


Canais Especiais Hypeness