Tecnologia

Meta: FB quer fim de segundo que ajusta relógios à rotação da Terra; entenda

02 • 08 • 2022 às 10:32
Atualizada em 04 • 08 • 2022 às 10:54
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Para nós, todos os dias tem a mesma duração no relógio. Contudo, na prática, não é bem assim que as coisas funcionam. A rotação da terra em torno de si mesmo, que na prática dura 24 horas pode variar de acordo com cada ano. E isso é um grave problema para os computadores ao redor do mundo.

Existem anos em que a Terra gira mais rápido e anos em que a rotação é mais lenta. Isso faz com que ocorra uma alteração nos relógios digitais, em um processo chamado de segundo intercalar. Para se ajustar ao novo horário correto, os servidores do mundo todo tem que adicionar um segundo a mais para a contagem do tempo.

Empresa de Mark Zuckerberg pede o fim de mudanças no tempo para garantir segurança de servidores

Por exemplo, em 1972, a Terra girou mais lentamente que o normal, com a diferença nos dias gerando cerca de um segundo a mais no ano. Então, os cientistas adicionaram um segundo no Tempo Universal Coordenado, o UTC, e “ajustaram” os relógios digitais do mundo.

Essa prática se tornou recorrente. O ano de 2021 teve uma rotação mais rápida, e agora os cientistas pensam em criar um segundo intercalar negativo. No dia 31 de dezembro, o relógio viraria das 23:59:58 para as 0:00:00, sem passar pelo segundo 59.

Contudo, as empresas de tecnologia criticam gravemente essa prática. Boa parte das CPUs enfrentam problemas graves quando passam por essas mudanças. Foursquare, LinkedIn, Reddit e Yelp já pararam de funcionar por conta de segundos intercalares.

É por isso que a Meta, empresa do Facebook, escreveu um artigo em seu blog clamando pelo fim do segundo intercalar. “Com a demanda cada vez maior por precisão de relógios em vários setores, o segundo intercalar está causando mais danos do que benefícios, resultando em distúrbios e interrupções”, escrevem os engenheiros da Meta no blog corporativo.

“Quase toda vez que temos um segundo intercalar, descobrimos alguma coisa. É muito irritante, porque é um clássico caso de código que praticamente nunca roda, e nunca é testado pelos usuários sob condições normais”, completam.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Canais Especiais Hypeness