Ciência

NASA descobre poços lunares com temperaturas perfeitas para seres humanos

02 • 08 • 2022 às 10:12 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

A NASA anunciou recentemente a descoberta de cavernas na lua com temperaturas amenas e locais sombreados, perfeitos para receber seres humanos em seu interior. A agência espacial estadunidense utilizou dados da sonda espacial LRO (Orbitador de Reconhecimento Lunar) sobre as cavernas, concluindo que apresentam temperaturas em torno de 17ºC. Segundo o estudo, os locais possivelmente poderão ser explorados para servir como abrigos em futuras missões lunares.

Uma das cavernas, encontrada em Mare Tranquillitatis, na superfície da lua

Uma das cavernas, encontrada em Mare Tranquillitatis, na superfície da lua

-Foto “inédita” mostra a visão do astronauta Buzz Aldrin na Lua, 52 anos depois

As cavernas lunares apresentam o formato de poços, e foram descobertas em 2009 como locais termicamente estáveis. Além de possivelmente proteger futuros astronautas das temperaturas extremas da superfície da lua – que passam dos 125ºC durante o dia, e caem abaixo dos 170ºC negativos à noite –, a NASA estuda a hipótese dos poços protegerem as missões de raios cósmicos, micrometeoritos e da própria radiação solar que atinge diretamente a lua.

A sombra do mesmo poço, encontrado na região da Colina Marius, em momentos diferentes do dia

A sombra do mesmo poço, encontrado na região da Colina Marius, em momentos diferentes do dia

-Canadá vai punir crimes cometidos na Lua; entenda

“Saber que eles criam um ambiente térmico estável nos ajuda a pintar uma imagem dessas características lunares únicas e a perspectiva de um dia explorá-las”, diz Noah Petro, do Centro de Voo Espacial da Nasa. Segundo a pesquisa, publicada na revista Geophysical Research Letters, dos cerca de 200 poços descobertos, 16 são “tubos de lava colapsados”. Esses tubos também existem na Terra, e são formados por lava derretida sobre lava resfriada, ou a partir de uma crosta sobre um rio de lava.

Ilustração da sonda espacial LRO (Orbitador de Reconhecimento Lunar)

Ilustração da sonda espacial LRO (Orbitador de Reconhecimento Lunar)

-Maior reserva de hidrocarbonetos não está na Terra, mas em Titã, a lua de Saturno

“Os humanos evoluíram vivendo em cavernas, e para cavernas podemos retornar quando vivermos na Lua”, diz o cientista David Paige, um dos autores do estudo. As cavernas lunares ainda serão objeto de análises futuras, mas a primeira conclusão sugere que as partes que apresentam confortáveis 17ºC dentro das cavernas se dão por um motivo terreno: as sombras, que protegem do calor extremo do dia, e irradia o calor contra o frio da a noite. A NASA pretende voltar à lua em breve, para novas missões expandindo a presença humana no satélite.

Outra sombra de um dos poços encontrados na região da Colina Marius, na lua

Outra sombra de um dos poços encontrados na região da Colina Marius, na lua

Publicidade

© fotos 1, 2, 4: NASA/reprodução

© foto 3: Wikimedia Commons


Canais Especiais Hypeness