Debate

Cassia Kis dá show de homofobia em entrevista para Leda Nagle

27 • 10 • 2022 às 16:36
Atualizada em 27 • 10 • 2022 às 16:38
Yuri Ferreira
Yuri Ferreira   Redator É jornalista paulistano e quase-cientista social. É formado pela Escola de Jornalismo da Énois e conclui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Já publicou em veículos como The Guardian, The Intercept, UOL, Vice, Carta e hoje atua como redator aqui no Hypeness desde o ano de 2019. Também atua como produtor cultural, estuda programação e tem três gatos.

Em live com a jornalista Leda Nagle, a atriz Cássia Kiss, que estrela a novela ‘Travessia’, da TV Globo, fez uma série de declarações homofóbicas.

No mês passado, a artista já havia revelado que votaria no candidato Jair Bolsonaro para Presidente da República. Agora, em entrevista a Nagle – que foi uma defensora do tratamento precoce contra a covid-19 e espalhou uma série de notícias falsas sobre a pandemia -, Kis revelou um lado que surpreendeu muitos.

Usuários no Twitter acusaram Cássia Kis de crime de homofobia após falas em entrevista a Leda Nagle

Durante a entrevista, Cássia afirmou admirar Olavo de Carvalho, notório teórico da conspiração falecido neste ano. a. Além disso, afirmou ter pedido amizades dentro da TV Globo, como Paulo Betti, que é conhecido por sua militância pró-Partido dos Trabalhadores.

Contudo, foi ao falar sobre questões de gênero e orientação sexual que Kis se superou. “Não existe mais o homem e a mulher, mas a mulher com mulher e homem com homem, essa ideologia de gênero que já está nas escolas. Eu recebo as imagens inacreditáveis de crianças de 6, 7 anos se beijando. Duas meninas dentro de uma escola se beijando, onde há um espaço chamado beijódromo”, disse ela.

E tudo pode piorar na boca de quem não sabe do que está falando. Ela continuou: “O que está por trás disso? Destruir a família. Destruir a vida humana? Porque onde eu saiba homem com homem não dá filho, mulher com mulher também não dá filho. Como a gente vai fazer?”, disse.

Vale ressaltar que homofobia é crime, passível de reclusão de um a três anos e multa, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal.

Enquanto isso, ‘Travessia’ segue perdendo audiência semana a semana. Nem Cássia Kis, nem Jade Picon, nem Humberto Martins, nem Glória Perez foram capazes de sustentar a confusa trama, que já é considerada um fracasso pela crítica,

Leia também: Vota em quem? Quem os famosos apoiam nas eleições presidenciais de 2022

Publicidade

Fotos: Reprodução/TV Globo


Canais Especiais Hypeness